Tudo passa.

Mesmo.

Eu já

Perdi pra lei natural da vida pessoas que eu amava demais e isso me produz uma aflição irracional sobre o assunto.

Perdi também o cachorro da minha vida pro tempo — que corre mesmo, esse cruel.

Deixei um amor ir embora.

Desisti de manter muitas pessoas ao meu redor por medo do que desconheço.

Desisti de manter muitas pessoas ao meu redor porque elas não me faziam bem mesmo.

Achei que não fosse conseguir vencer a faculdade e a sombra que se chama trabalho de conclusão.

Tirei notas baixas e isso é o fim pra quem se cobra demais.

Precisei chorar no banheiro de empresa porque eu não conseguia mais segurar.

Briguei com quem não devia.

Descontei minha raiva em quem não merecia.

Recebi raiva dos outros sem merecer.

Fiz escolhas erradas.

Me arrependi do que escolhi não fazer.

Quase morri sufocada (real).

Achei que fosse enlouquecer sozinha em casa.

Achei que fosse enlouquecer de tanto pensar.


Eu nunca

Passei por algo que não fosse passar.

Tudo passa. A vida também. E a gente (sobre)vive.