24º

honestamente em um limbo
cujo espaço não cabe um cão
entretanto sou um verme
rastejando para fora da barriga de um cão
após morrer atropelado ao meio dia
sem ninguém para ver 
quando o pneu esmagou sua cabeça
então todos seus latidos foram em vão
ninguém ouviu, nem mesmo o asfalto

tão longe do céu, e o inferno tão quente
nunca saiu dos seus olhos
sem saber nada sobre demônios, ou anjos
apenas sobre suas escolhas
tudo carece de sentido
menos o silêncio
ele fala mais sobre tudo
antes mesmo de existir