Atropelado

Meus pensamentos são muito distantes, disperso em um fluxo de imaginação tão complexo que penso ser o triângulo das bermudas. São coisas misteriosas invadindo minha mente em velocidade e clamando atenção, seja ruim ou não, sou atropelado por minhas ideias nem sempre gentis.

Quando estou caminhando próximo a rua, acabo pensando sobre ser atropelado, coisas como “Qual a sensação?”, “Qual seria minha reação?” ou “Quem iria me visitar no hospital?”.

Felizmente esses pensamentos vão embora com a mesma velocidade que vieram, ou ao menos costumam ir.

Durante uma viagem de moto passei muito tempo me distraindo com a possibilidade de cair ou me machucar, dessa vez este pensamento não deixava minha cabeça, e por ironia ou ocasião me vi jogado no chão do asfalto após perder o controle do veículo.

Realizei um sonho perdido e me senti um grande pedaço de carne despejado no asfalto quente, nada mais que isso, a dor nem me incomodava tanto quanto o vazio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.