Resta ainda solidão

Quadros caricaturados incompreensíveis
rabiscando um passado invisível, tão palpável
feito sentimentos místicos para deuses invisíveis

O sono me distancia da vida
penetro camadas do subconsciente 
quantos sonhos me acordam da vida?

Olhei atrasado para o relógio
ele marcava três horas
quando me perdi em minutos do seu olhar

Pela tela de um celular
ouvindo apenas o som de uma voz desconhecida
gritando sentimentos dos quais compartilhava

Meus olhos buscam o conforto do sono
minha mente busca o caos da vida
e entro em conflito pedindo a morte que se cale

Eu quero muito perdoar eles
eles não me perdoam
mas eu sim, peço desculpas