Como a vela que brilha no escuro, teu corpo se mostra: as chamas do teu cabelo que dançam conforme o vento; com a pele branca como a neve onde deslizam as gotas do líquido desconhecido de gosto salgado. Branca de neve, não me leve no esquecimento, você foi a maçã que caiu na minha cabeça — e vai saber a gravidade de tal fato.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gabriel Bustilho’s story.