Soube que ele era tudo que eu esperei que fosse quando, no trânsito a horas, a única coisa que ele me disse foi para olhar pro céu cravejado de estrelas.

Soube que, diferente de qualquer outro, ele se preocupava em viver as coisas lindas que a vida pode oferecer, agradecendo a chance de vivenciar o momento e agradecer, diferente das merdas materiais que fomos ensinados a valorizar.

Que sorte tive em achar alguém com a sensibilidade de ver a verdade nos detalhes que a vida pode proporcionar e assim entreguei, meu enorme de medo de amar que a ele, e amei, as possibilidades naquele doce olhar de alguém que, sem querer, renovou as minhas esperanças no mundo que pra mim não fazia mais sentido nenhum.

Devolveu-me a graça e o brilho.

Diferente de sempre, entendi como se tudo fizesse sentido, tudo que já havia sofrido e aprendido, que me ganhou com o riso frouxo de alma leve e tranquila, pois sei que estou contigo, que nunca me faltará abrigo, dentro dessa imensidão do infinito em que durar que, sabemos, é só questão de percepção e ainda não faz sentido, mas tempo é assim mesmo, é bom se acostumar.

Você é o que eu quis que tu fosse, teu espaço em minha vida aumenta a cada sorriso, silencio, suspiro e uma frase de impacto.

Não me lembro de alguém que me fizesse refém assim, com esse teu jeito doce que me faz feliz, como se já soubesse o que está por vir e prevê os próximos passos dessa história, e acalma minhas mágoa.

Mais que fazer estar por perto, é estar bem, um sorriso, uma piada, seus olhos. Está tudo bem, meu bem.