#2 Aquilo que não te disse

É que eu gosto do teu quarto. Parece que as quatro paredes me abraçam e me fazem sentir em casa. Mas meu apego ao teu quarto não é, de forma alguma, material. Teu quarto é uma personificação do apego que sinto pelas lembranças que fiz dentro dele. Na tua casa e especialmente no teu quarto eu posso ser quem eu sou. Lá sou bem recebida. Me acolho na tua cama e me aconchego no peito. Teu quarto tem tua energia boa. Teu quarto tem cheiro de café e gosto de lanche da tarde. Ele tem a trilha sonora de nós mesmo quando o som está desligado. Teu quarto sabe tanto de mim que nem sei. Teu quarto guarda meus segredos e parte das nossas histórias. Histórias de tardes e noites bem aproveitadas e que passam num piscar de olhos. No teu quarto (e fora dele) cultivamos a reciprocidade e renovamos os motivos de nos mantermos por perto. O tempo passa, as coisas mudam, mas teu quarto está sempre de portas abertas para todas as vezes que eu quiser voltar. Tô aqui na porta, abre pra mim.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gabriella Lopes’s story.