É barulho da mente

Não é ordem na arte


É sussurro no ouvido

É peso na garganta


É a vontade de escarrar tudo

Sobre a tela pintar o embaraço

Sobre o papel jogar os borros

Sobre o ar declamar poemas


Observar a mente

Como? se ela mente


Coloca a mente sobre perspectiva, joga onde for

Analisa de longe

No papel, no chão, no ar e no tempo


Encontra-se então

Entre linhas tortas

Retrato da mente

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.