Oblivion

Caminho na mesma trilha todos os dias até o sol tocar a terra. Sob a luz do luar começo a correr das sombras já indistinguíveis na escuridão, com o brilho das estrelas como mapa me guiando para longe da floresta do esquecimento.

A mesma floresta que usava como atalho quando criança.

A mesma que usava como refúgio na adolescência.

No presente ela se tornou a floresta que tudo consome. Ninguém sai sem deixar algo de si com ela.

Me encontro aqui, tentando deixar tudo o que sou, tudo o que tenho, mas parece não ser o bastante para ela.

Então finalmente entendo, não tenho o que deixar pois estou esquecido. Sem saber ao certo quem sou e por que estou nesse caminho.

Agora faço parte dela, vagando em seus bosques atrás daquele que um dia fui, ou pensei ser?

Já não me lembro mais.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.