O mínimo esforço possível pra transar com um cara — e como isso melhorou minha vida sexual
Débora Nisenbaum
1.8K62

você não está considerando o fator mais importante de todos: o nível da mina e o nível do cara.

Passar no porto de santos e comer umas minas não requer nem banho nem roupa. Ir num bar de periferia e achar algum malandro pra te comer também não.

Não é pelo cara ou pela mina que a gente se arruma o máximo possível: é pra garantir o maior nível possível de parceiro. E não é nem pro sexo necessariamente, é pra conquista.

Ninguém precisa se arrumar pra ninguém, especialmente se não for exigente. Mas quanto mais exigente, mais vai ter que se esforçar.

Outra coisa: quanto mais você se arruma, quanto mais atraente fica, menos esforço vai ter que fazer pra manter o interesse da mesma pessoa que precisaria se esforçar de outras formas pra manter. As mulheres atuais deixam de precisar cozinhar, lavar e “se comportar” na mesma medida em que perdem mais tempo se arrumando. Os caras, da mesma forma, deixam de precisar pagar as contas na mesma medida em que precisam se submeter mais às vontades das mulheres, gastar mais com perfume, etc.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.