desconforto

não é acordar com o sol batendo na cara, não é pisar numa pecinha de LEGO nem bater o mindinho no pé de uma mobília sem graça do apartamento; não é ter que conviver com parente chato uma ou duas vezes no ano nem ter que dizer à tia a quantas anda a faculdade e os relacionamentos que ela acha que existem;

é viver; sentir que já não posso mais ser chamado de seu; que a proteção de tela do seu celular agora é obrigação de outra pessoa; é desabar, à distância; é a distância; é impotência, é solidão; é não poder e não conseguir mais te chamar de casa.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.