O meu eu do futuro

Temos tantas coisas para definir. Como é que você não aparece de alguma forma surreal para me avisar que usar vestido ou calça boca de sino não é algo que ficaria legal?

Meu eu atual, que já foi meu eu do futuro, está desesperado por um sinal.

Durmo com velas acesas, cristais na barriga, cantigas antigas. Faço de tudo pra tentar te encontrar.

Quero saber qual o rumo, se é a esquerda ou à direita, pra onde eu devo embarcar.

Desesperadamente, procuro uma voz, uma mensagem no escuro,

Alguém do futuro, para vir me falar.

Que a vida é muito pequena e é mesmo uma pena não saber no que vai dar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.