Pensei em responder seus e-mails, mas me deparei com a falta de ponto de interrogação em todos eles. Cada uma das suas frases era carregada de ego, de si, do que é seu.

Aumentei a fonte

Joguei no Google

Até tentei traduzir do português para o inglês, mas, acredite, em nenhuma frase havia um questionamento

Decidi que tanta afirmação é suficiente para dizer por nós dois. Mantive o silêncio, respeitando seu desabafo. Enquanto tem tanta gente no mundo que não sabe ouvir, recolho-me à insignificância de não dizer nada. Até porque, você não me perguntou nada.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gabriela’s story.