Direto do fundo do poço: Anderson Silva está de volta

Desde a abertura do BLOG da Gama, o tema MMA e/ou UFC foi presença constante, tanto aqui quanto na nossa Fanpage. Entre os principais personagens, claro que estão os mais polêmicos. Já falamos de Anderson Silva e tudo que aconteceu em sua carreira, desde lesões, doping e tentativa frustrada no Taekwondo. Jon Jones também foi assunto, destacando como não servir de exemplo. Vitor Belfort foi outro nome de peso que já apareceu por aqui. E como já falamos da volta por cima de Jones, dessa vez o tema é o retorno do Spider. Sim, pessoal: ele voltou!

Desde janeiro do ano passado, o lutador enfrentava uma suspensão por doping. Ele foi flagrado depois da luta contra Nick Diaz no UFC 183, julgado e condenado. Chegou até a tentar a sorte no seu esporte base, o Taekwondo, sem sucesso. Falamos disso por AQUI. Pois o dia 27 de fevereiro, próximo sábado, marca a volta de Anderson Silva ao octógono. O ex-campeão peso-médio encara Michael Bisping em Londres, no UFC Fight Night 84.

Como não estamos aqui para avaliar o desempenho dentro do octógono, mas sim fora dele, vamos ver como o Spider vai se sair nesse retorno. Aos 40 anos, o lutador brasileiro sempre foi um fenômeno de marketing, além de sempre ter dado conta do recado no MMA. Vencedor, supercampeão, carismático, ídolo, entre outros adjetivos… Tudo parecia ter desmoronado, até mesmo entre as grandes marcas que investiam polpudas quantias para ter Anderson Silva divulgando sua marca.

Antes do doping, Spider teve lesão séria na canela

Depois da lesão séria que teve numa das lutas contra Weidman, Anderson Silva era um case pronto de superação e luta pela vitória. Uma de suas principais apoiadoras, a Budweiser aproveitou o próprio slogan Great Times Are Coming para ativar uma nova hashtag: #GreatTimesAreComingBack. Aí então veio o doping e as marcas se afastaram.

Em um levantamento feito pelo site Mkt Esportivo, Anderson deverá diminuir significativamente as parcerias para a luta de sábado. Se em sua última luta ‘Spider’ contou com diversos patrocínios, como Budweiser, Viber, Hotel Urbano, Furnas e Sucos do Bem, fica a dúvida sobre quais empresas estarão com ele em seu retorno.

Golpe que o nocauteou contra Weidman.

Mesmo com olhares tortos e desconfiança antes deste retorno, Anderson Silva ainda é uma potência. Tanto como atleta quanto como marca. Não à toa, o Fantástico fez questão de acompanhar a preparação do brasileiro antes da luta. A reportagem especial mostra um Anderson muito semelhante àquele dos anos de vitórias, brincalhão, “descompromissado”, relaxado. Confira AQUI a matéria.

E falando em marca, a única que realmente aproveitou o Spider e ativou de fato a luta foi justamente a Bud. E não foi qualquer hashtag, postagem ou simples chamada. Mantendo o mote de Great Times Are Coming Back mas com a #BeSpider, a cervejaria aposta na trajetória de Anderson, do fundo do poço ao topo — para onde todos esperam que ele volte. O vídeo é sensacional, falta só o Spider corresponder dentro do octógono. Dá só uma olhada: