Rio2016: aposta alta (e certeira) da Globo

O nosso segundo post sobre os Jogos Olímpicos está diretamente relacionado ao assunto que tratamos no texto anterior (confira AQUI). Até porque a ativação das marcas por meio de atletas, visando a atingir seu público alvo, não terá reflexo impactante sem os veículos de comunicação. E, cada vez mais, estes meios são os mais variados.

Centro de imprensa dos Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos se caracterizam pela miscigenação entre as nações, evocando a pluralidade e coletividade das inúmeras modalidades esportivas e toda a cultura inserida em cada prática. O ambiente que se forma nas cidades-sede sempre são caraterizados assim. Naturalmente, a procura do público mundial por isso é enorme. A última edição, em Londres, bateu recordes de audiência e foi pioneira na transmissão das atividades em alta qualidade e também 3D.

Estúdio da Globo no Parque Olímpico

Fato que inspirou, obviamente, a nossa gigante Globosat. A cobertura que está em atividade é exemplar, com nível internacional. Desde as instalações até a forma de atuação, Globo e SporTV dividem as ações na cobertura do evento. Ambos mantêm o foco com base no seu knowhow.

A Globo mantém uma pegada mais popular, trazendo estrelas carismáticas olímpicas como comentaristas e usando toda a sua estrutura para gerar conteúdo — como foi o caso do do Fantástico, transmitido da Vila Olímpica. Através de uma comunicação de certa forma didática com o público — às vezes até exagerada — a Globo tenta relacionar os esportes menos usuais com o futebol.

Já a SporTV foca na maior cobertura esportiva da história, oferecendo um time completo de analistas em todos os esportes e uma oferta de transmissão ABSURDA: 16 canais (isso mesmo!) segmentados por esportes, até 56 sinais online para a exibição de 100% dos eventos, 35 narradores e 110 comentaristas consagrados como a ex-ginasta romena Nadia Comaneci e o ex-corredor norte-americano Carl Lewis (confira todos os detalhes AQUI).

O cruzamento de ambas não é apenas nos andares do belíssimo prédio construído na Vila Olímpica. Uma parceria pioneira por aqui será desempenhada por ambas com o Snapchat. Esta é a segunda parceria fechada pelo Snapchat com um grupo de mídia. Em maio, a NBC largou na frente para também atuar dentro aplicativo durante o mês de agosto. É a primeira vez que a Globo fará uma cobertura esportiva em tempo real através de uma rede social.


A aposta em multiplataforma vem dando muito certo para a Globosat. A cobertura é integral e cobre todos os cantos da Olimpíada. Na TV aberta ou fechada, no instagram ou no snapchat, no aplicativo da Globo ou no rádio, com certeza você ficará por dentro de todas as notícias da Olimpíada.