Querer é poder?

Um passo a passo real para trilhar o caminho da realização dos sonhos

A maioria das pessoas ainda acredita que sucesso e felicidade são acasos que simplesmente “acontecem” a alguns e não a outros. Porém cada vez mais fica provado que, ao contrário do que diz o senso comum, sucesso e felicidade são resultados que podem ser alcançados por meio de maneiras conscientes de pensar e agir. Inúmeras áreas do conhecimento voltadas para o desenvolvimento do potencial humano comprovam através de pesquisas que de diversas maneiras, temos em nossas mãos grandes oportunidades de moldarmos nossas vidas e construirmos nosso futuro.

Mas será mesmo que, como diz o ditado: “querer é poder”? Como avaliar se o que queremos é, realmente, possível? Existe um caminho que permita tirar os sonhos e objetivos do campo do desejo e transformá-los em realidade?

Como doutoranda em psicologia e especialista em desenvolvimento do potencial humano tenho convicção de que os pensamentos são poderosos quando aliados a propósitos definidos e persistência. Quando se tem um sonho, um grande objetivo, o primeiro passo para torná-lo realidade é acreditar, de todo o coração, que é possível realizá-lo. Ainda que seu sonho pareça grande demais, ou você não saiba por onde começar, acreditar é o combustível fundamental para se começar a traçar um plano para chegar onde se quer. Temos muitos exemplos de pessoas que alimentaram sonhos que pareciam impossíveis e chegaram lá, de atletas, a artistas, passando por empresários e pessoas comuns, que apesar de não terem suas histórias conhecidas pelo grande público, sonharam e fizeram acontecer. Um exemplo é a história do ex-presidente Barack Obama. Neto de um cozinheiro de aldeia do Quênia, filho de um criador de ovelhas que conseguiu uma bolsa para estudar nos Estados Unidos, ainda marcado pela segregação racial. Se Obama, que nasceu e cresceu no Havaí, tivesse olhado apenas para seu histórico familiar, jamais teria se tornado presidente o primeiro presidente negro do país mais poderoso do mundo.

Muitas pessoas não acreditam em seus sonhos por acharem que são grandes demais. Outras, desistem depois que encontram barreiras em sua trajetória ou recebem um ‘não’. Há ainda quem comece, mas desista no meio do percurso, seja por falta de motivação ou planejamento. Mas existe, sim um caminho que vem sendo percorrido por muitas pessoas que já alcançaram grandes objetivos e que pode ser trilhado por todo aquele que deseja ‘com toda a força do seu querer’ realizar um sonho:

1. Comece pelo fim: Quem não tem um objetivo bem definido, corre o risco de se perder no meio da jornada. O escritor Lewis Carroll ilustra bem isso, em sua fábula ‘Alice no País das Maravilhas’. Quando Alice chega em uma encruzilhada, encontra com o gato e pergunta a ele que caminho deve seguir. Ele questiona para onde ela deseja ir, mas Alice não sabe. Então o gato responde ‘Se você não sabe onde ir, qualquer caminho serve”. Começar pelo fim significa saber exatamente onde se quer chegar. Quando temos um objetivo em mente e ele realmente fala ao nosso coração, começamos a mapear o mundo em busca de oportunidades que possam torná-lo real. Isso se chama propósito! Nietsche dizia que “Quem tem um porquê de viver, quase sempre encontrará o como”. Mire onde deseja chegar, reforce para si mesmo os benefícios que terá ao alcançar estes objetivos e alimente este sentimento.

2. Dê um passo de cada vez: Grandes sonhos têm a tendência de assustar por sua magnitude, mas toda jornada começa com o primeiro passo. Trace um planejamento e se pergunte: quais os recursos que eu tenho agora e quais ainda preciso adquirir? Então divida seu objetivo em pequenas etapas. Esta é uma estratégia importante, pois ajuda a driblar a tendência natural do nosso cérebro límbico de travar, lutar ou fugir diante de grandes desafios e ameaças. As etapas menores também dão a sensação de estarmos avançando a cada pequena meta cumprida, assim ganhamos fôlego para começar a próxima etapa e continuar avançando. E elas são fundamentais! A hipótese do efeito Borboleta, estudada pelo meteorologista do MIT Edward Lorenz, provoca a reflexão da importância de um pequeno ato: “O bater de assas de uma borboleta no Brasil pode provocar um tornado no Texas?”, pergunta o pesquisador. A ideia é mostrar como um simples passo pode levar a uma grande conquista.

3. Fique atento às oportunidades: Quando desejamos algo de todo o coração, começamos a ficar atentos às possibilidades que a vida nos traz. Muitas vezes as oportunidades mais significativas sempre estiveram ao nosso alcance, mas como não tínhamos um objetivo em mente, não conseguíamos perceber. Uma simples mudança de percepção pode representar uma mudança significativa no mundo a nossa volta. Mas é preciso aproveitar cada chance que a vida traz. O navegador brasileiro Amyr Klink tem uma história interessante para ilustrar o quanto as oportunidades são únicas. Ele conta: “Já ancorado na Antártica, ouvi ruídos que pareciam de fritura. Pensei: Será que até aqui existem chineses fritando pastéis? Eram cristais de água doce congelada que faziam aquele som quando entravam em contato com a água salgada. O efeito visual era belíssimo. Pensei em fotografar, mas falei para mim mesmo: Calma, você terá muito tempo para isso…. Nos 637 dias que seguiram o fenômeno não se repetiu. As oportunidades são únicas”.

4. Tenha prazer na jornada: É importante estar realizado com o percurso rumo aos sonhos. A psicologia positiva demonstra através de pesquisas que a felicidade precede o sucesso e não resulta dele. Isso significa que pessoas com atitude mental positiva estão mais propensas a serem bem-sucedidas. Para ganhar ainda mais motivação, uma dica é comemorar a cada etapa cumprida. Diga a você mesmo que cada fase vencida é um degrau subido em direção ao topo, ao seu sonho. Saber reconhecer suas pequenas vitórias é fundamental para seguir engajado rumo ao objetivo final.

5. Ajuste as velas: A vida não é um roteiro com começo, meio e fim pré-definidos e é comum que nem sempre as coisas saiam como planejamos. Nas horas em que o mar parecer revolto, provavelmente você precisará ajustar as velas, mas ainda assim, continuará navegando rumo ao destino final. O pensador e filósofo chinês, Confúcio, disse que você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer.

6. Espelhe-se em quem já chegou lá: Algumas das pessoas mais bem-sucedidas da história vivem ou viveram enxergando as adversidades não como obstáculos instransponíveis, mas como trampolins para o sucesso. Temos a tendência se olhar para nossa vida apenas a curto prazo, prestando atenção apenas nos impactos imediatos do que nos acontece. Mas é preciso ampliar nosso senso de visão. Quando olhamos a médio e longo prazo para algo que, em uma impressão imediata parece negativo, podemos perceber que o que hoje parece provação, pode ser, na verdade, a mudança de rumo que nossa vida precisava para ir mais além. O pensador francês Jean Paul Sartre disse: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você”. Use as derrotas e fracassos como oportunidades para se reinventar e potencializar e inspire-se em quem já fez o mesmo:

- Walt Disney foi demitido por um editor de jornal, por não ser criativo. E construiu um mundo de fantasia!

- Os Beatles foram rejeitados pelo executivo de uma gravadora que disse: “bandas de guitarra não estão com nada”, mas não aceitaram que isso determinasse o destino da banda!

- Michael Jordan foi excluído de sua equipe de basquete no colégio. Ele diz: “fracassei seguidamente na minha vida, e é por isso que saí vitorioso”.

- Thomaz Edison, o inventor da lâmpada elétrica, disse que seu sucesso foi o resultado de uma sucessão de fracassos.

- Steve Jobs contava que só pôde ser quem se tornou porque a vida o quebrou inúmeras vezes — não pôde concluir a faculdade, foi demitido da própria empresa… Todos os obstáculos foram a mola propulsora para levá-lo mais além.

Querer é fundamental, mas sozinho o querer não se basta, é preciso, a todo tempo, transformar este desejo em escolhas que nos façam caminhar em direção aos nossos sonhos e acreditar. Seguir cada um destes passos pode, certamente, te levar em direção ao que deseja. Os obstáculos surgirão e é possível que você caia muitas vezes ao lingo do caminho, mas contanto que você sempre tenha seu objetivo em mente, um dia, o que parecia impossível irá começar a ganhar forma. Contam que perguntaram a Michelangelo, responsável por algumas das criações mais célebres da arte do ocidente, como ele conseguia esculpir anjos tão belos, ao que ele respondeu: “Eu enxergo o anjo na pedra e vou removendo tudo o que está ao redor”.

Gaya Machado:

É Doutoranda em Psicologia pela Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales — UCES, Argentina, Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero; MBA em Desenvolvimento do Potencial Humano; coautora de cinco livros; palestrante em congressos nacionais e internacionais e professora de Pós-graduação e MBA. É autora do conceito de Inteligência Comunicacional e fundadora do projeto Coisas de Gaya, com mais de 26 mil seguidores no Facebook.

Contatos:

gaya@comunicacaoconectada.com.br

Tel: 11 98666 0668