New person.

Não sei ao certo se o motivo d’eu ter me tornado outra pessoa foi a sua saída da minha vida ou se foi apenas uma causa natural da vida que acontece ao passar dos anos, mas de uma coisa eu sei, sei que não preciso mais mendigar seu “amor”, eu finalmente reencontrei o meu amor próprio e dele eu usufruo da melhor maneira possível, eu finalmente notei que existem pessoas que me amam verdadeiramente me rodeando, eu finalmente notei que a pedra no meu sapato era você, eu não sei porque demorei tanto tempo pra ter noção de que eu tava me afundando num relacionamento, nem sei se posso chamar de relacionamento já que você só vinha quando bem entendia e eu sempre estava lá, arrumadinho pra te receber, Deus que perdoe a pessoa burra que eu fui, mas agora eu mudei, mudei, e foi pra melhor, sem dúvidas, dou mais valor aos meus amigos, a minha família, a mim mesmo, principalmente, de todos os amores o próprio foi o que me acolheu, espero que um dia você note a burrice que fez e venha falar comigo pra eu te mostrar o que você perdeu.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.