A ÁRVORE JANELA DA VISÃO

A mais importante peça,

Chave concreta em minha existência,

Chama-se árvore.


Aberta. Grande. Imensa.

Capaz de trazer verde para toda perspectiva de visão.

Uma árvore é uma bíblia viva.


Respirante.


O´Oração amorosa em forma de Folha, Raiz, Caule e flor.

Ensina-me a viver.


Frondosa.

Saudável.

Presente.


Vertical criatura alinhada à base da terra.

Guiada pela abrangência do céu.


Uma árvore é uma coluna de espirais em perfeita combinação.

Inteira.

Existente.

Atemporal em cada estação.


As árvores não oferecem ilusões.

Nem golpes de linguagem nem seduções.

Árvores não mentem.


Sua base-raiz profunda e constante confere-lhe o dom da autenticidade.

Árvores não se movem, não se escondem, não desaparecem, nem ferem.


Apenas verdeiam e entroncam uma forma de coração.


Lá no meio,

No centro pacífico da planta

Há um abraço.

Centro vertical da visão.


Para celebrar a raiz, a árvore revela:

- Galhos abertos em plena luminosidade.

Em serenidade.

E em Luz.


A árvore gentilmente relembra

Como é limitada a esfera da vaidade.