Flamengo 0 X 1 Universidad Católica

Chances perdidas,falhas e o primeiro tropeço na Libertadores.

Quando saiu a escalação , o estranhamento foi geral. A opção pela formação com três volantes fazia crer que o Flamengo esperaria o adversário em seu campo, explorando os contra ataques , levando a um respeito até exagerado com o time da Católica .

Mas o comportamento foi totalmente diferente . Com Márcio Araújo na proteção dos zagueiros ,em alguns momentos como um terceiro zagueiro, e Rômulo e Arão mais soltos, o Flamengo teve o controle das ações , com mais posse de bola e criando boas chances. Chances estas que não podem ser desperdiçadas em um jogo fora de casa. Guerrero precisa ser mais letal ,além de fazer bem o pivô ,o camisa 9 não pode perder tantas chances (ontem foram 6) .

Tirando um péssimo recuo de Rafael Vaz que colocou Santiago Silva frente a frente com Muralha, o time chileno não ameaçou .

O segundo tempo começou com a Católica com mais posse de bola, mas ainda sem ameaçar . Até que aos 10 minutos Zé Ricardo colocou Berrío no lugar de Rômulo , no que parecia a cartada para vencer o jogo.

As chances de gol continuavam surgindo e sendo desperdiçadas, até que o ditado “Quem não faz ,leva” apareceu. Logo no lance seguinte à entrada de Gabriel no lugar de Everton , Diego cometeu uma falta totalmente desnecessária ao lado da área . Excesso de vontade ou o time ainda desorganizado pela substituição ? O fato é o camisa 10 não precisava ter feito a falta.

E na jogada ensaiada saiu o gol de Santiago Silva . Logo depois a estranha expulsão de Berrío minou o Flamengo no jogo. Nos últimos 15 minutos o que se viu foi um time com o psicológico abalado e o time chileno gastando tempo .

Agora serão duas decisões contra o Atlético Paranaense , em que pelo menos 4 pontos são essenciais para a classificação .

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Geh_Fla’s story.