Henri Rousseau — Woman Walking in an Exotic Forest, 1905, The Barnes Foundation, Merion, Pennsylvania, USA. Naïve Art (Primitivism).

Se eu pudesse ser qualquer coisa;
Seria o instante e não a plenitude;
Seria a sinapse, e não o ato

Se eu pudesse ser qualquer coisa
Seria a fúria, e nunca a calmaria;
Seria atalho e não caminho
Seria espaço e não o tempo

Seria pergunta e não resposta.
Seria inverno, severo inverno!

Se eu pudesse desejar qualquer coisa,

Desejaria ser o êxtase do mais ordinário cotidiano 
Eu o seria à flor da pele, entre amor e o desejo

Entre a partida e a chegada;
Eu seria o intervalo;
Transformaria-me nos milésimos 
Entre o estender dos braços e o abraço
Fragmentado no instante.

Like what you read? Give Giacomo Vicenzo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.