A obediência é perigosa!

Vista dos Himalaias.

“Uma simples obediência muda a história.” E é assim que, já começo esse texto, com a frase que me deu uma nova perspectiva e guiou toda uma temporada que vivi há alguns meses.


No último texto publicado expliquei como minha jornada começou, e já quero aproveitar para agradecer todo feedback e apoio que recebi. Não esperava receber tantas mensagens de pessoas que foram encorajadas através da minha história. Fui surpreendida! Obrigada a todos envolvidos ❤

Agora, por que a obediência é perigosa? Simples, através dela minha vida foi completamente mudada. Ela nos leva a uma dimensão que está fora do nosso controle. As vezes me pergunto, onde estaria se não tivesse entregado meu SIM? Já se perguntou isso? Por que eu sim, quase todos os dias, rs. Não foi só um SIM para novos sonhos, mas também um NÃO para minha vida medíocre.

No dia em que entrei no avião a caminho da nova jornada, eu chorei a viagem toda (1 hora e 50 minutos de muito choro. Coitado do moço ao meu lado, me olhava com uma cara de preocupado, risos). Sabe aquele choro que você não consegue conter? Limpava as lágrimas em meio a mil pensamentos que cercavam a minha mente. Até chegar o dia de despedir dos meus pais e amigos, não foi uma caminhada fácil. Quando estamos convictos sobre algo, e corremos em direção a isso, as barreiras e resistências começam a surgir. Eu quis desistir inúmeras vezes, inclusive, aconteceram tantas coisas que me fizeram repensar se realmente estava no caminho certo. Eu só tinha UMA palavra (de Deus) e um coração queimando para viver algo extraordinário com Ele. E nos momentos de querer largar tudo, eram nessas certezas que eu me assegurava. As lágrimas não eram de tristeza, mas de ‘’MEU DEUS, eu consegui passar por todas as barreiras, e agora estou aqui, começando @algo que nunca imaginei!’’ era um misto de ‘’devo estar sonhando’’ com ‘’fiquei maluca, o que estou fazendo dentro desse avião?’’.

Você não precisa de mil confirmações, e vai descobrir que não é necessário o apoio de todos, mas que sim, UMA só palavra de Deus vai te levar a lugares que você jamais imaginou. Se até esse ponto, eu puder te dar só um conselho, é: Por favor, não desista mesmo quando tudo estiver parecendo contrário, quando as circunstâncias gritarem que você não vai conseguir, e até mesmo parecer que Deus está em silêncio em meio ao processo. Tudo vai valer a pena, e no ‘final’ tudo isso vai contribuir para a história que está sendo escrita.
A obediência que me levou ao topo do mundo

Pulando um pouco todos os processos que passei na Dunamis Farm, quero te contar mais como foi ir para o outro lado do mundo. Antes disso, a história começa lá em dezembro, quando em uma tarde de café com dois amigos, um deles vira e diz que me via com uma mochila nas costas subindo as montanhas do Nepal, fiquei tão surpresa, por que naquela mesma semana eu tinha lido uma matéria sobre um projeto de entrega de Bíblias em lugares remotos nos Himalaias. Eu sabia que não era coincidência, mas que, naquele momento era um sonho que levaria mais alguns anos até se tornar realidade. Mal sabia eu que, 4 meses depois estaria embarcando para a região mais altas do mundo*.

*A região dos Himalaias é onde se localiza as maiores montanhas do mundo, sendo uma delas o Monte Everest.

Já adianto que, fui relutante quando vi que os Himalaias eram uma opção dentre as 6 que podíamos escolher. Eu sabia que subiríamos as montanhas, e que a alimentação seria a mais diferente de todas. Eu olhava para minha circunstância e dizia: ‘’O que, eu sem preparo físico e com problemas de alimentação ir para esse país? De jeito nenhum! Eu vou para o Nepal um dia, mas não agora, preciso me preparar primeiro!’’ Inocente… Depois de 4 confirmações (muito claras) em menos de 24 horas, lá estava eu colocando o Nepal como primeira opção e não deu outra, eu realmente iria para as montanhas.

Achamos que só podemos fazer determinadas coisas quando estivermos 100% prontos. Claro que, negligenciar o preparo também não é certo, mas foi aqui nesse ponto que aprendi que, quando pensamos nas impossibilidades, é onde Deus quer que andamos em maior confiança nEle. E isso quer dizer caminhar mais uma vez ao desconhecido (literalmente nesse caso, rs) e crer que Ele está cuidando de tudo mais uma vez, mesmo sem fazer nenhum sentido.

Essa viagem do começo ao fim foi cenário das minhas impossibilidades. Depois de achar que não conseguiria e minhas condições financeiras me dizendo que não poderia, no fim eu desfrutei de provisões surreais. Ganhamos passagens e recebemos apoio financeiro de pessoas do mundo todo. De um ticket aéreo até um saco de dormir, TUDO foi provido! Se eu te contar o quanto eu ‘gastei’ ao todo nessa viagem, talvez você não acredite, por que olha, nem eu acredito as vezes.

Passei dois meses na região dos Himalaias com um time de 11 pessoas. Tivemos as experiências mais malucas em família, mas crescemos absurdamente no pessoal também. Posso dizer que minha vida tem antes e um depois dessa viagem.

Há um pouco mais de 1 ano, essa região é fechada para o Evangelho, encontramos por isso, algumas barreiras. Não podíamos falar abertamente sobre Jesus nas ruas, como de convencional, então nossas estratégias eram outras. Mas nada disso impediu que compartilhássemos das boas novas. Vimos crianças surdas voltarem a escutar; fomos perseguidos pela polícia; encenamos uma peça de teatro em cima do telhado; superamos nossos próprios limites caminhando horas para vilas remotas; e até ajudamos construir uma igreja local. Pessoas que nunca tinham escutado uma vez sequer sobre o nome de Jesus foram simplesmente tocadas e transformadas pelo o amor dele; além das histórias citadas, ver uma garota de 15 anos sendo ameaçada a ser expulsa de casa pelo próprio pai por ter aceitado Jesus foi uma cena que me marcou profundamente e com certeza quero contá-la com mais detalhes por aqui, então aguarde a próxima história a ser publicada ;)

E ah, lembra que contei ali em cima sobre problemas com alimentação? Pois bem, durante toda a viagem fiquei doente 6 vezes, na ultima parei no hospital e descobri que já estava com umas bacteriazinhas fazendo morada em mim, risos (essa também é uma experiência que tem muita história a ser contada). Apesar de todas as experiências, sendo elas boas e outras nem tanto, eu só consigo pensar que, vivi tudo isso por que um dia, uma voz me sussurrou um convite para viver algo extraordinário, e eu simplesmente aceitei. Não há um dia que eu me arrependa!

A obediência vai além de só entregar seus sims, mas de confiar toda sua história a um caminho desconhecido, caminho esse que muitas vezes assusta. O desconhecido aflige o ser humano, mas quer saber de um dado? São poucas pessoas que se dispõem a viver algo fora da caixa. Por que? É mais confortável viver na zona de conforto, não é mesmo? Só não percebemos que esse caminho nos priva de viver o extraordinário. Eu não sou expert no assunto, eu ainda continuo lutando contra minhas zonas de segurança, mas de uma coisa eu sei e eu quero: É FAZER HISTÓRIA ATRAVÉS DA SIMPLES OBEDIÊNCIA COM JESUS.

Obedecer não tem haver com seguir regras, mas de responder a voz Daquele que é O Caminho, te chamando para uma jornada inimaginável.

Se quiser ver algumas cenas dessa viagem tenho um vídeo aqui nesse link.
Me acompanhe também no instagram
Deixe seu feedback aqui nos comentários ou um direct no instagram, vou adorar saber sua história :)

Uma foto bônus dessas crianças nepalesas :’)