a poesia barata do amor verdadeiro

Tão enganados somos,

quando tanto esperamos

e tampouco agimos.

Sonho vago temos

quando nas palavras cremos!

São seres sem movimentos.

Quão desesperados estamos

quando nos mostramos

tão menos do que somos.

Nós aceitamos,

nos anulamos,

vendemos o sentimento:

Consentindo com a mentira

pois é sem sentido a verdade.

Sortudos, os que se rasgam

e escancaram a porra que são

[O amor de verdade é nudista,

o resto é só papo pra vender revista.]

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bella’s story.