Domingo de você

Parei para te observar sentado no quarto de hotel sem camisa com teu violão de 10 cordas e o escapulário no peito. A barba que em vão tentava esconder o sorriso. A sua determinação em lembrar-se dos acordes de Wonderwall enquanto meus olhos te miravam e o céu azul inesperado após um dia de chuva surgia pela janela. Terminamos na cama. Exauridos pela energia que transitava por entre nossos corpos. Trocando carícias com hora marcada pro checkout do hotel. Meio-dia de um domingo de amor e a felicidade que insistia em me alcançar e querer cantar músicas bonitinhas tipicamente românticas. No fim há muito o que ser dito mas não sei como. Deixaste sem palavras quem mais as aprecia. Sinto tanto que esqueci de dizer. Mas sinto a felicidade de um domingo de amor ao seu lado.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.