Educação confessional e homofobia

Giovanni Alecrim
Nov 22 · 3 min read

O caso do Colégio Adventista e a repercusão enviesada

Photo by Sam Balye on Unsplash

As questões da prova aplicada pelo Colégio adventista chamaram a atenção dos perfis progressista na internet. Ao denunciar o que aconteceu, aproveitavam para questionar como uma escola poderia estar ensinando o que ensinava. A resposta não está no conservadorismo, mas sim no fato da escola ser confecional.

Toda escola confecional segue o currículo básico do Ministério da Educação e acrescenta matérias extras, no caso, de acordo com o espectro religioso a que pertence. O que aconteceu ali é a visão dos adventistas acerca do assunto em questão. Eu concordo? Não. Você concorda? Pode ser que sim, pode ser que não. O colégio é confecional, a mensalidade não é barata e cabem aos pais decidirem se manterão ou não seus filhos nela, qualquer outra colocação acerca do assunto, infelizmente, será sensacionalismo em torno do já conturbado tema da homoafetividade e a igreja.

Neste ponto precisamos afirmar que ainda há muita imaturidade entre ambas as partes. As visões estereotipadas dos movimentos inclusivos com os religiosos é tão pernicioso quanto as visões estereotipadas dos religiosos para com os movimentos inclusivos. Falta escuta, acolhida e compreensão. Acusações de ambos os lados não levarão a lugar nenhum. O discurso de ódio, de separação e aversão só vai nos levar a mais distanciamento. Soma-se a isso tudo o viés político-partidário que inflama ainda mais a questão. A repercusão enviesada de ambos os lados acerca do ocorrido não permitiu que a nota da escola fosse lida e levada em consideração.

O Colégio Adventista de Correios esclarece alguns aspectos relacionados a uma notícia sobre uma atividade escolar:

1. As questões contidas no questionário tinham como objetivo colher as diversas opiniões e sentimentos sobre a temática em estudo e davam a cada estudante a oportunidade de expressar livremente sua opinião. Um livro serviu como auxílio na tarefa, o que ocorre em várias disciplinas.
2. A tarefa que o professor elegeu levou em conta o conhecimento prévio do aluno. E, com isso, procura proporcionar um debate qualificado a respeito do assunto. A ideia é a de formar um cidadão que respeita opiniões diversas, bem como seja capaz de pensar por si próprio sobre as temáticas apresentadas.

3. O Colégio afirma que, acima de tudo, respeita todos os indivíduos sem qualquer tipo de discriminação sexual, racial, religiosa, ou de outra natureza.
4. O Colégio, que é uma instituição confessional, é reconhecido pela confiança e credibilidade que transmite, especialmente por apresentar uma proposta educacional de alta qualidade, pautada em valores baseados na Bíblia e direcionada a promover o desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, intelectuais, espirituais e sociais de cada aluno.
5. O Colégio está e sempre esteve à disposição para os que desejam esclarecer dúvidas a respeito de qualquer tipo de tarefa utilizada.

Os mesmos que gritam contra e a favor, se recusam a parar e dialogar com a escola, os educadores e os alunos. Estamos no tempo da opinião pela opinião, a prova disso é que a minha é só mais uma dentre as muitas que você lerá.

Giovanni Alecrim

Written by

Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, atualmente na IPI Tucuruvi. Produtor de conteudo do Café com Alecrim: https://cafecomalecrim.com.br

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade