Mais poesia, menos polarização

Giovanni Alecrim
Nov 8 · 3 min read

Palavra pastoral em tempos de polarização

Graça e paz de nosso Senhor Jesus Cristo sejam com todos, sem ninguém ficar de fora[1]. Cerca de um ano atrás eu estava sentado em minha sala pastoral, como estou agora, produzindo um sermão para a série Tempo Novo, Templo Novo. O tema aludia ao fato da Igreja em que sou pastor estar construindo seu novo templo, que foi inaugurado em 24 de agosto passado, e fazia uma ponte com a necessidade de encararmos tal mudança como uma oportunidade para vivermos um novo tempo de Deus em nossas vidas. Enquanto trabalhava, minha mente estava profundamente inquieta, e foi então que parei e escrevi um texto intitulado “Que a poesia nos mostre o caminho”, inspirado nos versos de Oswaldo Montenegro e somando-os aos conceitos de Rubem Alves, de que o poema se fez gente e veio morar conosco, aludindo a Jesus. Neste texto, recomendo a leitura, faço um profundo desabafo sobre a polarização vigente por conta das eleições recém encerradas.

Tanto tempo depois, aqui estou eu, rascunhando a história de Jonas para o sermão de domingo, da série Recalculando a Rota, um convite a mudarmos nossos caminhos e ouvirmos a voz de Deus, e me vejo novamente com a alma inquieta. A decisão do Supremo Tribunal Federal do Brasil causou uma série de consequências e me deparei, ao longo do dia, com manifestações muito parecidas com as que presenciei um ano atrás e narrei na ocasião. Vivemos dias difíceis, acontece que tais dias estão se prolongando por muito tempo e, quanto mais tempo se prolonga, mas a polarização ganha ares de guerra.

O apelo que faço a você, cristão, é que pare e respire fundo, ore, clame a Deus para que haja uma transformação em sua vida — a começar em mim, quebra corações[2] — para que as divergências políticas e jurídicas não se tornem o centro de sua vida. Tem muito líder religioso pregando mais sua visão política do que o Reino de Deus. É preciso parar, respirar e seguir adiante, recalcular a rota, pois esta polarização toda não nos levará aos caminhos da fé, esperança e amor. Exorto a todos — a começar em mim, quebra corações — a que orem pela paz entre o povo de Deus. Leiam poesia, vão aos Salmos e orem os Salmos. Só a poesia pode nos ajudar a reencontrar a beleza da alma nessa hora.

Salmo 130

Das profundezas do desespero, Senhor,
clamo a ti.
Escuta minha voz, ó Senhor;
dá ouvidos à minha oração.
Senhor, se mantivesses um registro de nossos pecados,
quem, ó Senhor, sobreviveria?
Tu, porém, ofereces perdão,
para que aprendamos a te temer.
Espero no Senhor,
sim, espero nele;
em sua palavra, depositei minha esperança.
Anseio pelo Senhor,
mais que as sentinelas anseiam pelo amanhecer;
sim, mais que as sentinelas anseiam pelo amanhecer.
Ó Israel, ponha sua esperança no Senhor;
pois no Senhor há amor
e transbordante redenção.
Ele próprio resgatará Israel
de todos os seus pecados.


[1] Saudação usada recorrentemente pelo pastor Levi Araújo da Igreja Batista de Água Branca

[2] Verso inicial da canção “A começar em mim”, de Vencedores por Cristo

Giovanni Alecrim

Written by

Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, atualmente na IPI Tucuruvi. Produtor de conteudo do Café com Alecrim: https://cafecomalecrim.com.br

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade