Letra ou código?

Hoje tive que ler um encaminhamento médico no trabalho e acabei lembrando de você. Eu leio encaminhamentos e receitas médicas todos os dias, peço ajuda pra decifrar aquelas letras pavorosas, mas logo hoje eu lembrei de você. Ninguém conseguiu decifrar aqueles códigos surreais, e eu acabei soltando seu nome enquanto sorria. Sua letra é feia, tenho certeza que aprendeu isso quando fez medicina, mas largou o curso logo. Assim como fez comigo. Mas então, eu lembrei de você e quase chorei. Quase porque um pouquinho de juízo bateu na minha cabeça e eu lembrei que estava no trabalho. Mas sem problemas! O que não chorei naquela hora, posso chorar agora que estou sozinha agarrada no urso que você me deu. E vou ler sua carta e decifrar, mais uma vez, cada palavra que me escreveu quando ainda me amava.