(Quase) tudo que é bom engorda ou faz mal

É incrível como é difícil (se não é para você, considere-se muito sortudo) manter a regularidade em hábitos alimentares.

Eu não tenho tendência para engordar. No entanto, quando ganho algumas gordurinhas (uma vez a cada sabe se lá quantos meses), elas vão diretamente para a cintura/barriga e para os antebraços.

Sou baixinha o que me deixa com um corpo totalmente reto. Falando assim até parece que eu ligo tanto para a aparência e para ~como está meu corpo hoje. É questão genética (thanks, mom).

Negócio é que chega uma hora que incomoda, sabe? Não poder colocar aquela blusa que cê sempre amou usar, porque você fica com a barriga maior do que realmente é (afinal, a blusa é colada no corpo).

Bem, voltando ao assunto: é difícil manter o foco quando há refrigerante todos os dias na geladeira. A famigerada coca-cola é o pior de todos simplesmente porque vicia.

Esse é um daqueles assuntos que sabemos exatamente o que fazer, mas não conseguimos (ainda) ter coragem e força de vontade suficiente para continuar/perseverar no foco.

Como vocês conseguem fugir de doce, refrigerante, alimentos super práticos de preparar e cheios de porcarias para o nosso organismo, alimentos industrializados e enlatados que rapidamente nos fazem feliz com o tempo de preparo tão mínimo na cozinha?

Parece que é um grande ~complô ~para sermos gordos e doentes. Tudo que é gostoso não é tão saudável quanto o ~mais ou menos~ gostoso (para não dizer, sem graça).

Tentei, por um tempo, adotar o hábito de fazer as marmitas saudáveis e levar para o trabalho, mas ainda não consegui manter o hábito. Refrigerante é muito difícil, porque aqui em casa o marido sempre chega com um cocão de dois litros (totalmente viciado). Já os alimentos industrializados eu tento retirar completamente da lista semanal do supermercado.

Ahh! Tinha esquecido de mencionar o quanto é difícil se manter em um dieta saudável com os preços exorbitantes das verduras e frutas, não? Pensando bem, esse foi o real motivo de eu ter desanimado quanto a me alimentar de forma mais saudável. É preciso ter cacife ($) para aguentar. Com essa desculpa, inventei de voltar a comer todo tipo de porcaria sem sequer respeitar o ~dia do lixo~e eis que estou aqui.

Aqui em Manaus há algumas feiras de produtos orgânicos. Vou tentar tirar qualquer empecilho que ainda esteja me impedindo de ir até elas. Vou tentar ~mais uma vez ~cortar o refrigerante e largar, cada vez mais, as comidas gostosas e super práticas de fazer nos dias de preguiça braba de cozinhar.

Difícil, né? Até para preparar comida saudável tem que ser criativo senão acaba saindo sempre aquele peito de frango grelhado braaaanco que dói na vista.

Mas a vida é assim mesmo: um dia após o outro e o importante é que a vontade de ser mais saudável continua aqui e, desta vez, me impulsionou até a escrever um texto sobre ela.

Vamos tentar mais uma vez. Sou brasileira. Devo ~tentar outra vez~, certo?