Conselhos realistas a um jovem Empreendedor

Empreender tem suas peculiaridades, não bastasse todo o desafio enfrentado, tem também fatores psicológicos que nos afetam de tal forma que podemos até pensar em recuar.

Sabendo disso, resolvi escrever este artigo, para falar a você, jovem empreendedor o que gostaria que tivessem dito a mim quando iniciei neste maravilhoso e desafiador mundo do empreendedorismo, são dicas e conselhos que espero que possam contribuir para seu negócio, mas acima de tudo para o seu fortalecimento pessoal:

Não duvide de seu sonho: Por mais audacioso que possa parecer, acredite que pode realizar o que deseja, sem a possibilidade de sonhar, não existe chance de realização, por isso sonhe, sonhe, sonhe… Mas também não se apegue ao que depois de um tempo, não deu resultado, sonhar é bom, mas viver de um sonho que não dá retorno pode ser seu maior pesadelo.

Realize: Encontre uma forma de tornar seu sonho realidade. Inicie escrevendo sobre ele. Faça um bom plano de negócios, verifique as possibilidades e oportunidades viáveis para a realização do que se quer, analise o mercado estude e veja se o seu sonho é viável e somente depois disso, coloque seu plano em prática.

Seja realista: Antes de investir em um negócio pense o que de melhor pode acontecer e o que de pior pode acontecer. Só abra as portas se sentir que vai dar certo, seu sonho pode ser lindo, idealista, revolucionário, mas qualquer sombra de dúvidas pode ser uma mosca no seu leite. Não falo sobre certezas, falo sobre sentir, acreditar, saber que pode fazer dar certo. “Abrir as portas” do negócio não acreditando do fundo da alma nele, pode ser uma tremenda furada.

Seja precavida: Empreender é lindo, ainda mais quando tanto se fala no Brasil. Acredito muito que esta pode ser uma boa maneira de crescer, no entanto isso deve ser feito de maneira consciente, viver de sonho não paga conta, brincar em serviço também não. Empresa é empresa e nem tudo são flores, existe momento para tudo e quando se fala em negócios isso precisa ser levado a sério. Ter controle total de seu fluxo de caixa, fazer previsões baseadas no que você tem à disposição, investir no momento certo, formalizar o negócio e escolher sócios (se for o caso) que pensem organizacionalmente igual a você, são essenciais para que seu empreendimento cresça.

Mesmo assim, ainda existe a possibilidade de seu negócio não ir pra frente, portanto lembre-se, se você perceber que sua empresa está te dando mais dor de cabeça do que retorno não continue dando murro em ponta de faca, existem negócios que parecem lindos, mas não são rentáveis, não é feio desistir, o que não pode acontecer é você se atolar em dívidas ou pagar para manter seu negócio de pé. Empresa tem tempo para virar, normalmente leva até dois anos (destes, em um ano você já tem uma boa ideia do que vai ser pra frente). Operar como empresa zumbi (aquela que parece viva, mas já morreu faz tempo porque não é rentável é pura ilusão)

Acredite: Ninguém vai acreditar em seu empreendimento se você não fizer isso primeiro. Defenda suas ideias, lute por seus ideais. Bata o pé se for preciso, mas faça de forma consciente, por isso analisar o mercado que você deseja entrar antes de investir é fundamental. Ter feeling é prata mas aliar isso à informações é ouro!

Saiba que empresa tem que ser rentável: Empresa para crescer, tem que ser rentável e disso você não pode duvidar. Rentável não é aquela empresa onde você tira seu pró-labore e paga as despesas, mas é aquela que te permite além de fazer tudo isso, sobrar dinheiro para investir em seu negócio. Se ao final do mês você mal consegue tirar dinheiro para o seu sustento e fica fazendo malabarismos para pagar as despesas da empresa, reveja urgente seu posicionamento!

Pense sistemicamente: Quando se abre um negócio, é preciso ter clareza do pensamento sistêmico e não compartilhado. Muitos jovens pensam de maneira compartilhada do “vou ajudar todo mundo” e com isso acabam fazendo parcerias furadas, contratações desnecessárias sem analisar o cenário futuro da empresa frente ao mercado. Pensar sistemicamente é saber que antes de ajudar o outro é preciso fortalecer o sistema (empresa) pois somente depois disso é possível ajudar, pois se tem estabilidade e força para isso.

Seja otimista: Ainda não encontrei melhor forma de ver o mundo, se não com otimismo! Isto realmente muda nosso prisma diante das situações. Seja otimista, não bobo ou inocente. Seja também realista, mas acredite sempre que tudo pode ter uma solução positiva.

Aprenda com seus erros: Pouco aprendemos com o sucesso. Crescemos mesmo é nas adversidades. Procure tirar boas experiências de seus erros, com negócios, parcerias ou investimentos furados, isso é normal e acontece em algum momento com qualquer empreendedor a diferença é saber encontrar uma forma de se superar por meio de falhas cometidas. Não se abata, siga em frente e não esqueça o que passou.

Busque e seja apoio: Busque boas parcerias (aquelas onde existe o ganha-ganha), encontre pessoas que possam te ajudar, mas não se esqueça de também ser o apoio de alguém. Inspire outros empreendedores, seja o exemplo, pois assim como dizia Içami Tiba quem ensina, também aprende, acrescento dizendo que quem inspira também é inspirado.

E por fim,

Toda informação é válida. Abra sua mente, pois o que você aprende agora poderão lhe ser útil futuramente se tiver criatividade — Pense fora da caixinha e saiba que tudo depende do momento e dos resultados que se quer atingir.

Aprenda tudo o que puder e também procure dar lógica ao seu aprendizado, sem lógica o conhecimento fica solto e acaba se perdendo.

Não siga tudo o que os outros falam, analise o contexto, a situação, confie em sua intuição e também em sua razão, dependendo do momento. Quem faz as escolhas de sua vida é você. Conhecimento é importante, mas não é tudo! Cuide de sua saúde e também da aparência. Aprenda a falar em público e pense estrategicamente. Quanto ao dinheiro, lógico que é importante, mas não viva somente para ele.

Desejo a você muito foco e disposição, mas acima de tudo vontade de vencer!

Faça sua história e não recue, eu acredito em você!