Como promover a paz (parte 1)

Ora, o fruto da justiça é semeado em paz para aqueles que são pacificadores” (Tiago 3:18 TB10)

Nossa tendência natural é odiar nossos inimigos ou pelo menos evitá-los a todo custo. Mas se fugimos do conflito, vamos viver miseravelmente a maior parte da nossa vida. Jesus nos chama para um padrão mais alto. Ele nos chama para sermos pacificadores — e não apenas pacifistas. Os pacifistas evitam o conflito e fingem que ele não existe. Mas os pacificadores resolvem o conflito e reconciliam relacionamentos.

A Bíblia promete isto: “Ora, o fruto da justiça é semeado em paz para aqueles que são pacificadores” (Tiago 3:18 TB10).

Quando plantamos uma semente, sempre recebemos mais do que quando começamos. Se plantamos uma semente de maças, vamos ter uma árvore inteira cheia de maçãs. É a lei da semente e da colheita. Se plantamos uma semente de conflito, vamos receber muito mais problemas do que tentamos resolver. Mas a Bíblia diz que se plantarmos sementes de paz, teremos uma colheita de paz, bondade e gratidão.

Então por que fazemos o que fazemos? Uma das habilidades mais importantes que podemos aprender na vida é a resolução de conflitos. Aqui temos três das sete chaves para sermos pacificadores em meio aos conflitos.

Dê o primeiro passo. Não espere a pessoa vir até você. Tome a iniciativa. Compre pra ela uma xícara de café ou almoce junto. Jesus tomou a iniciativa para mostrar misericórdia para nós. A Bíblia diz, “quando éramos ainda pecadores, morreu Cristo por nós … quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho” (Romanos 5:8b,10a TB10). Jesus não esperou nossas desculpas. Ele não esperou nos sentirmos mal sobre nosso comportamento. Ele deu o primeiro passo, e quer que façamos a mesma coisa.

Peça sabedoria a Deus. Deus sempre está feliz em ajudar quando estamos fazendo o que Ele diz. A Bíblia diz “Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos” (Tiago 1:5 NTLH). Peça a Deus para te ajudar a decidir o melhor momento e o melhor lugar para planejar um encontro de paz. Peça para Ele te dar as palavras certas a dizer e o melhor jeito de falar. A Bíblia diz, “A palavra certa na hora certa é como um desenho de ouro feito em cima de prata” (Provérbios 25:11 NTLH).

Comece se confessando. Não comece com um monte de acusações. Não comece mostrando como você foi ferido. Comece com a sua culpa. O conflito pode ser 99,99% culpa da outra pessoa, mas você pode encontrar algo para confessar. Ao invés de acusar a outra pessoa — ou de desculpar a si mesmo — comece com seus próprios erros, mesmo que sua responsabilidade seja pequena. Mas comece com que é sua culpa.

Outras chaves na próxima devocional.

Conteúdo original de pr. Rick Warren, postado em inglês aqui: http://pastorrick.com/devotional/english/full-post/how-to-be-a-peacemaker-(part-1)