Aê pai, muito legal o texto, Gracielle!
Arthur Filipe
21

Pior que fui reler o texto e lembrei de outros exemplos de divulgação simples, como o WTF, Evolution? e o Cookboard of Curiosities (esse é mais sofisticadinho, mas não é nenhum documentário da BBC). Sem contar que hoje em dia não precisa de muita coisa pra fazer um hangout ou um vídeo de três minutos. [=
Aproveitando o comentário pra complementar o texto: não é fácil incluir uma atividade nova na agenda sendo, por exemplo, um professor universitário aqui no Brasil. Mas é possível! Cientistas aprendem coisas novas com frequência, planejam aulas, dão palestras. A saída mais simples é disponibilizar essas coisas na internet, fazer resumos que podem levar só cinco minutos para ficarem prontos. Outra saída simples é de vez em quando se disponibilizar a responder perguntas no Twitter, acaba sendo divertido!
Eu acho que quem quer realmente divulgar, cedo ou tarde acaba divulgando, mesmo se não tiver o menor talento em comunicação (como eu hehe). O problema é que muita gente não vê a importância disso.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.