“A pressão é algo natural quando lutamos pelos objectivos que lutamos”

Após a exibição menos conseguida na jornada passada, a Granja desloca-se este Domingo até à quadra do Jaca, com o pensamento na vitória e nos 3 pontos. Apesar da má época que tem estado a fazer, a turma de Gaia entrou em 2017 apostada em recuperar o prejuízo, obtendo a sua primeira vitória na prova, e será seguramente um adversário complicado, especialmente a jogar em casa. Para Miguel Mota, técnico da Granja, o adversário “é dificil, mas em parte as dificuldades que criar, serão aquelas que nós deixarmos. É uma equipa muito experiente, com muitos anos de 2ª divisão nacional, não estão a fazer um grande campeonato, mas sabemos que vamos ter que saber sofrer para ganhar o jogo”.

Mas a convicção do treinador é que só a vitória interessa, pois “por muito respeito que o Jaca nos mereça, temos obrigação de ganhar o jogo, este e os restantes, para conseguirmos atingir os nossos objectivos. Temos que estar melhor do que no jogo da semana passada, onde falhamos muito na finalização, principalmente na 1ª parte e depois não fomos iguais a nós próprios na 2ª parte, onde estivemos muito aquém do nosso real valor.”

A exibição menos conseguida frente ao Paredes, foi alvo de analise do treinador, que salientou “não podermos facilitar assim, podiamos ter terminado a 1ªparte a ganhar por 4 ou 5, mas falhamos muito. Depois não conseguimos jogar o nosso jogo e podiamos mesmo ter perdido, houve também uma certa quebra fisica dos meus jogadores. É preciso no entanto perceber, que os nossos atletas treinam durante toda a semana sempre a horas tardias, depois de um dia de trabalho, e no dia seguinte tem que acordar novamente cedo. A nossa estrutura e a direcção são fantasticas e fazem o que podem, mas as entidades competentes é que necessitam de estar atentas e providenciar melhores condições.”

A pressão está do lado da Granja, quem o diz é Miguel Mota, “ a pressão é algo natural quando lutamos pelos objectivos que lutamos. Vamos neste fim-de-semana disputar um jogo depois de sabermos os resultados dos nossos adversários mais directos e isso vai nos colocar pressão, mas pressão positiva que nos deve incentivar a dar o nosso melhor”.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.