“Dependemos só de nós e isso é um feito”

A jornada final do Campeonato Nacional da 2ª divisão, disputa-se este sábado, tendo a Granja um desafio decisivo frente ao Arsenal Parada, naquele que é o derby maiato. Separados por apenas um ponto na tabela classificativa, este encontro vai definir quem ocupará a outra vaga da série, na fase de apuramento de campeão, sendo que para tal apenas a vitória interesse à Granja.

Miguel Mota, na antevisão ao jogo salienta que “temos o objectivo bem definido desde o inicio, que é a manutenção, e queremos garanti-la o mais rápido possível, e se conseguirmos o acesso à fase de apuramento de campeão, atingimos logo esse objectivo. Ninguém estava a contar que estivemos ainda aqui na luta, mas foram-nos deixando sonhar e agora vão ter que levar connosco. Vamos encarar este jogo como todos, para vencer, mas a obrigação de ganhar não somos nós que a temos”.

O técnico em jeito de balanço, refere que “tivemos uma série muito competitiva, com equipas complicadas, não houve um único jogo em que tivesse chegado ao fim e eu tivesse pensado que tinha sido fácil. Temos que perceber que somos uma equipa que está pela primeira vez nos nacionais e estar a lutar pela fase de apuramento de campeão e pelo acesso à Final 8 da Taça de Portugal, é um sonho para nós. E estes jogadores merecem estes momentos”.

Em relação ao jogo, Miguel Mota não tem ilusões, vai ser “um jogo muito difícil, o Arsenal vai entrar com tudo, como nós também o vamos fazer. Neste jogo as tácticas vão pela janela fora, vai ser um jogo de raça e muita luta, dependemos só de nós e isso é um feito e sabemos que quem cometer menos erros vai sair vencedor. Mas a pressão está do lado deles, pois não tínhamos obrigação nenhuma de estar nesta luta, mas agora que cá estamos queremos ganhar e alcançar o nosso objectivo já este sábado”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Granja Futsal’s story.