Granja perdulária estreia-se com derrota

Na primeira jornada da fase de apuramento de campeão — Zona Norte, a Granja deslocou-se ao reduto do Lamas, tendo perdido por 5–2. O jogo já se advinhava dificil, uma vez que o Lamas esta época só perdeu um jogo em casa e foi na taça de Portugal, contra o Belenenses, levando uma média de 6 golos marcados em cada jogo que faz no seu reduto.

A primeira parte foi por isso bem disputada, não tardando o golo a aparecer, com Cereja aos 4 minutos a inaugurar o marcador e colocar os da casa em vantagem. O equilibrio de forças era a pauta dominante, com a Granja a presentar um futsal muito personalizado e desinibido, o que criou dificuldades ao Lamas, que foi recorrendo á falta para travar o ímpeto maiato.

Com este ascendente, os pupilos de Miguel Mota acabaram por chegar ao empate por intermédio de Sérgio Costa aos 10 minutos e podiam ter passado para frente, através de Dennis que rematou à trave. Com recurso à falta, o Lamas atingiu rapaidamente a 5ª falta, colocando Pedro Andrade na marca de 10 metros, que permitiu no entanto que o guardião adversário defendesse.

O lance pareceu intranquilizar os maiatos, voltando o Lamas a procurar com mais afinco o golo, logrando obtê-lo através de grande penalidade, após remate è queima roupa que encontrou o braço de Sérgio Costa. Na conversão Keké não perdoou e o Lamas foi para o intervalo a vencer, apesar de as melhores oportunidades terem pertencido à Granja.

A 2ª parte trouxe uma Granja apostada em dar a volta ao jogo e Baltar deu sinal disso mesmo com um remate inaugural apenas travado pelo poste. Já Dennis, no minuto seguinte, puxou dos galões de capitão e mostrou como se faz, concretizando o 2–2. O jogo parecia relançado, mas o Lamas respondeu pouco depois com Guedes a fazer o 3–2 aos 25 minutos e Gonçalo a seguir-lhe o exemplo quatro minutos depois. Com a sua equipa a perder por 4–2, Miguel Mota apostou no 5 para 4 com Baltar a guarda-redes avançado, mas o Lamas esteve competente a defender, com alguma sorte à mistura, pois a Granja teve nova bola na madeira, desta vez por Isac.

Antes do final o Lamas ainda marcou mais um, aproveitando a baliza deserta na situação de guarda-redes avançado, fixando o resultado em 5–2, dando a vitória à equipa mais fria na hora das decisões e que aproveitou bem as oportunidades que teve, perante uma Granja que desperdiçou muito, para além de alguma falta de sorte à mistura.

Cinco inicial Lamas Futsal
Nuno (GR)
Vitor
Zé Paulo
Keké
Cereja

Jogaram ainda: Gonçalo, Guedes, Tito, Diogo, Rafael e Vitinha
Disciplina: nada a assinalar

Cinco inicial Granja

Ávila (GR)
Jota
Dennis
Isac
Frias

Jogaram ainda: Luis Silva, Diogo Costa, Baltar, Sérgio Costa, Madureira e Pedro Andrade
Disciplina: Cartão amarelo para Diogo Costa, Luis Silva, Madureira, Frias, Ávila e Pedro Andrade

Marcadores:
1–0 Cereja aos 4m
1–1 Sérgio Costa aos 10m
2–1 KéKé aos 20m
2–2 Dennis aos 22m
3–2 Guedes aos 25m
4–2 Gonçalo aos 29m
5–2 Kéké aos 39m

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Granja Futsal’s story.