“Temos que sair do jogo, sabendo que demos o nosso melhor”

Na antevisão da recepção ao Boavista, primeiro jogo da segunda volta do campeonato que se disputa este Domingo às 18h, Miguel Mota aproveitou para fazer um balanço da prova até agora. “Para uma equipa que subiu pela primeira vez à 2ª divisão e estarmos a lutar pelos primeiros lugares, que ainda está a marcar presença na Taça de Portugal,só posso considerar que o balanço é positivo”, analisa o treinador, que deixa no entanto o alerta, “mas temos que fazer uma segunda volta como a primeira, pois de nada adianta termos tido este percurso, se depois deitarmos tudo a perder nos jogos que faltam.”

Esta foi uma semana atribulada para a Granja, com a saída de Silvio para o Mogadouro e a entrada do ex-internacional Luis Silva e Miguel Mota não fica indiferente. “É óbvio que o Silvio era para nós um jogador importante, e que estando psicológicamente bem consegue fazer a diferença em qualquer jogo, mas o clube (Arrifanense) já tinha antes demonstrado interesse nele e voltou agora á carga, com uma proposta irrecusável para o jogador. Só o futuro dirá se a saída do Silvio será boa ou má para a Granja.”

Com a saída de um, dá-se a entrada de outro, neste caso Luis Silva, experiente jogador que Miguel Mota conhece bem. “ Foi meu colega de equipa e já era um alvo antigo da Granja. É um jogador muito experiente, com um grande curriculo, mas terá que provar lá dentro tudo isso. Todas as equipas da 2ª divisão certamente gostariam de poder contar com o Luis e com a experiência que ele traz, e apesar de não estar com a forma fisica a 100%, o tempo que estiver dentro da quadra vai ser muito útil e vai-nos ajudar bastante. Gostava de agradecer ao Mogadouro e à sua direcção, a prontidão e disponibilidade, neste processo, acelerando o ingresso do Luis, ao ponto de já poder jogar este Domingo.”

O jogo deste Domingo é contra o Boavista, equipa que a Granja venceu fora na primeira volta, mas isso para o técnico “é irrelevante, pois passamos lá muitas dificuldades para vencer e o Boavista agora reforçou-se estando mais forte. Por isso encaro este Boavista com muito respeito e ciente das dificuldades que vamos ter, até porque temos duas baixas (Diogos Costa e Pincha), que foram expulsos na partida anterior, de forma inexplicável, fruto de uma actuação de arbitragem desastrosa, que prejudicou as duas equipas.”

“O jogo com o Boavista, vai ser encarado como uma final, com 3 pontos muito importantes para não descolarmos do primeiros lugares, mas mais do que isso, temos que sair do jogo com a consciência tranquila, sabendo que demos o nosso melhor dentro da quadra”, concluiu o técnico.

Like what you read? Give Granja Futsal a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.