“Vai ser um jogo especial, por ser o último, mas a ambição é sempre a mesma”

Em vésperas do ultimo jogo da época 2016/17 e último em que vai orientar a Granja, Miguel Mota fez a antevisão do encontro, que este sábado vai opor a sua equipa à turma do Caxinas.

“Vai ser um jogo difícil, como sempre. Conhecemos muito bem o adversário e ainda não os conseguimos bater para o campeonato, por isso queremos mudar isso, neste último jogo”, avançou o técnico, para quem a derradeira semana de treino com a sua equipa “foi tranquila e de alguma descompressão, mas de trabalho e postura muito séria. Vai ser o meu ultimo jogo com eles e queremos todos fechar com uma vitória. Foram 3 anos a trabalhar com este grupo e nem preciso de lhes pedir nada, pois já sabem muito bem o que fazer. Eu sei que eles só pensam na vitória. Vai ser um jogo especial, por ser o último, mas a ambição é sempre a mesma”.

Perante a sua saída da equipa, após no final da época, o treinador salienta que “foram 6 anos neste clube e tenho já um sentimento de nostalgia muito grande. No treino de ontem, estive a conversar com os jogadores, a despedir-me profissionalmente deles, mas pessoalmente, vou continuar a acompanhar a Granja e o percurso destes jogadores”.

A Granja desloca-se este sábado, até ao Pavilhão de Desportos de Vila do Conde, onde vai defrontar o Caxinas às 16h.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.