21

Tudo é.

Qualquer um faz.

-simplório demais -

O que diz?

— Qualquer boca fala.

O que quer são os retalhos do que sempre sobra

das tintas que perderam a cor, do desalento, da falta de tempo, da ausência do nexo, do nada complexo e da falta de paz.

Mas nem todo barulho é música, nem todo acorde é um som, nem toda inércia é lúdica e nem todo conselho é bom.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.