Crônicas do Mundial (08/10): Grupo D

O Grupo D foi considerado o grupo da morte por muitos analistas. Tanto a TSM, a RNG e a SSG eram candidatas para levar a classificação, com os sul-coreanos sendo os menos cotados para conseguir. Mas se esse Mundial provou alguma coisa, é que prever resultados está ficando impossível.


Samsung Galaxy x Team SoloMid (Grupo D)

A SSG começou bem um dia que só iria melhorar para eles — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 45:07
Vitória- Samsung Galaxy
Cuvee- Ruler x Kennen -Hauntzer
Ambition- Rek’Sai x Olaf -Svenskeren
Crown- Viktor x Zilean -Bjergsen
Ruler- Jhin x Lucian -Doublelift
CoreJJ- Tahm Kench x Karma -Biofrost

No último encontro dessas equipes a SSG fez um picks e bans lamentável. Escolhendo três rotas fracas a equipe coreana foi atropelada pelos norte-americanos. A Samsung aprendeu com os erros e colocou Lee “Crown” Min-ho em seu melhor campeão, Viktor. O resto da equipe estava em campeões confortáveis o que fez o jogo ficar acirrado.
Nenhuma equipe conseguia aumentar a vantagem, enquanto a rota do meio estava mais vantajoso para a SSG, a rota inferior era da TSM.
Os norte-americanos estavam com rotações bem calculadas, fazendo o time coreano dançar pelo mapa. Foram algumas iniciações mal colocadas por parte da TSM que fizeram o primeiro Barão ser sul-coreano.
A partir desse objetivo a SSG se manteve na frente no ouro, entretanto não era vantagem o bastante para ganharem as lutas facilmente. Os dois times continuaram trocando abates, mas nenhum conseguia se posicionar de maneira convincente na frente.
A SSG se aproveitou da indecisão da TSM e ganhou uma teamfight que se transformou em um Barão para a equipe. Depois de destruir dois inibidores norte-americanos e recuar, a Samsung foi contestar o Dragão Ancião que estava sendo feito pela equipe norte-americana como sua última esperança…
Esperança que foi dizimada quando o último tiro do ultimate de Park “Ruler” Jae-hyuk roubou o objetivo e as chances da TSM de ganhar o jogo.

MVP: Lee “Crown” Min-ho, Viktor (4/2/8)

Foi bom ver o Viktor de Crown neste torneio. Qualquer time que assistiu as partidas do jogador até agora vai saber que deixar o campeão com ele é loucura. A SSG terá sorte se conseguir escolher o Arauto das Máquinas de novo.


Splyce x Royal Never Give Up (Grupo D)

Desacreditados por todos, a Splyce conseguiu o inimaginável: vencer os chineses — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 36:12
Vitória- Splyce
Wunder- Jayce x Poppy -Looper
Trashy- Elise x Olaf -Mlxg
Sencux- Malzahar x Ryze -Xiaohu
Kobbe- Jhin x Caitlyn -Uzi
Mikyx- Braum x Karma -Mata

A Splyce saiu da sua primeira semana com o pior desempenho, empatada apenas com a sua conterrânea G2. É praticamente impossível que a equipe consiga se classificar para a próxima fase do Mundial, mas isso não os impede de tentar.
Os chineses não estavam em seu melhor jogo, nem a dupla de ouro da RNG na forma de Jian “Uzi” Zi-Hao e Cho “Mata” Se-hyeong conseguiram sair na frente de seus adversários, a Splyce conseguiu mostrar sua força em todas as rotas, nem sempre ganhando no abate de tropas, mas sempre apresentando perigo.
A RNG conseguia abates esporádicos, consequência do seu estilo agressivo, mas era a Splyce que comandava o jogo. A equipe de novatos ficou cada vez mais na frente do gigante chinês e fechou a partida com a sua primeira vitória da competição

MVP: Chres “Sencux” Laursen, Malzahar (6/0/4)

O jogador do meio mereceu a vitória. Depois de performances boas na primeira semana, seguidas todas de derrotas, Chres “Sencux” Laursen finalmente conseguiu levar o time a vitória. Seus ultimates de Malzahar pegaram os inimigos fora de posição e davam tempo para a sua equipe adquirir o abate.


Team SoloMid x Splyce (Grupo D)

A derrota para a SSG significou que a TSM precisaria de duas vitórias para garantir a classificação — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 28:31
Vitória- Team SoloMid
Hautzer- Gnar x Poppy -Wunder
Svenskeren- Rek’Sai x Elise -Trashy
Bjergsen- Syndra x Vladimir -Sencux
Doublelift- Jhin x Ezreal -Kobbe
Biofrost- Braum x Karma -Mikyx

A TSM veio para esse Mundial determinada de que iria sair da fase de grupos. Depois do tropeço no começo do dia, não seria a Splyce que ficaria em seu caminho.
 Yiliang “Doublelift” Peng silenciou as críticas ao seu Jhin e dominou a fase de rotas. A Syndra de Søren “Bjergsen” Bjerg não ficou muito atrás.
Em um jogo curto a equipe norte-americana não deu abertura para os europeus que viam suas chances, ainda que pequenas, de se classificar, reduzidas a nada.

MVP: Søren “Bjergsen” Bjerg, Syndra (13/1/8)

A TSM não gastou tempo ao escolher a Syndra na primeira rotação dos picks e bans. Bjergsen não decepcionou e jogou de maneira agressiva matando tudo e todos que estavam na sua frente. Ser atordoado pelo jogador do meio era morte certa para qualquer jogador da Splyce.


Samsung Galaxy x Royal Never Give Up (Grupo D)

A SSG entrou com vontade na segunda semana — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 23:53
Vitória- Samsung Galaxy
Cuvee- Ekko x Rumble -Looper
Ambition- Olaf x Rek’Sai-Mlxg
Crown- Viktor x Malzahar -Xiaohu
Ruler- Caitlyn x Ezreal -Uzi
CoreJJ- Zyra x Braum -Mata

Os chineses ainda não estavam mentalmente no jogo. A derrota rápida para a Splyce foi seguida por outra derrota ainda mais rápida para os coreanos da Samsung Galaxy.
A RNG só assistiu a partida se desenvolver e terminar sem reação. A equipe da SSG, que não era cotada para sair da fase de grupos mostrou que nunca se pode contar os coreanos fora. Este foi o jogo mais rápido do torneio… até agora.

MVP: Lee “Crown” Min-ho, Viktor (7/1/2)

Tirem o Viktor de Crown, tirem o Viktor de Crown, tirem o Viktor de Crown. Esse deve ser o mantra dos próximos oponentes da SSG que se posiciona confortavelmente na primeira posição do Grupo D.


Splyce x Samsung Galaxy (Grupo D)

As quartas de final são o próximo desafio da SSG — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 23:38
Vitória- Samsung Galaxy
Wunder- Ekko x Kennen -Cuvee
Trashy- Elise x Rek’Sai -Ambition
Sencux- Aurelion Sol x Ryze -Crown
Kobbe- Sivir x Jhin -Ruler
Mikyx- Alistar x Tahm Kench-CoreJJ

O recorde de jogo mais curto desse Mundial não durou muito, mas foi quebrado pelo mesmo time. A SSG acabou com os europeus. A Splyce tentou tudo o que podia para se manter na partida, mas não chegou perto de desafiar os coreanos de maneira convincente. Vencendo em todos os aspectos da partida, a SSG termina a segunda semana com três vitórias devastadoras.

MVP: Samsung Galaxy, Time (21/5/40)

Seria muito fácil dar para Crown o MVP pela terceira vez. Mas o time inteiro da SSG mostrou por que estavam no palco internacional, não só isso, mas mostraram que qualquer um que jogar contra eles nas quartas de final vai ter que jogar com tudo o que tem.


Royal Never Give Up x Team SoloMid (Grupo D)

Celso Yokoyama

Uzi não iria deixar as quartas de final escaparem fácil — Foto: Riot Games/ Flickr

Tempo- 36:47
Vitória- Royal Never Give Up
Looper- Poppy x Jayce -Hautzer
Mlxg- Elise x Rek’Sai -Svenskeren
Xiaohu- Aurelion Sol x Ryze -Bjergsen
Uzi- Ezreal x Lucian -Doublelift
Mata- Nami x Braum -Biofrost

A partida final do Grupo D decidiu o segundo time a passar para a fase de mata-mata. A vitória da RNG fez com que as duas equipes acabassem com 3 vitórias e 3 derrotas no grupo. Porém, como os a TSM havia perdido os dois jogos contra o vencedor, são eles que ficam eliminados do Mundial.

A escolha de campeões foi boa para os dois times, mas era o time chinês que parecia mais confortável. A fase inicial de rotas pode ser resumida com Liu “MLXG” Shi-yu aplicando pressão à selva inimiga e à dupla de suporte e atirador da TSM. Essa pressão teve sucesso — na marca de 7 minutos, quatro dos membros da RNG pegaram os americanos e o caçador europeu desprevenidos e garantiram uma triple kill para seu atirador estrela Uzi. Foi aí que o jogo começou de verdade, desse momento em diante a velocidade seria acelerada pela equipe azul se aproveitando do Ezreal e sua forte vantagem.

As estratégias no midgame seriam: para o lado vermelho encontrar alvos fáceis e usarem seu controle superior no mapa para adquirir alguns abates; e para o lado azul deixar que Doublelift e Hauntzer acumulassem ouro das rotas laterais para se tornarem eventuais ameaças. As duas correram relativamente bem (é claro que a primeira inibiu um pouco do sucesso da segunda), mas a vantagem da RNG crescia e Uzi ficava cada vez mais assustador. A TSM parecia ter esperança depois de uma luta muito bem executada, mas o oponente não deixou fácil.

Os tropeços da equipe chinesa não importaram tanto devido ao quão à frente eles se encontravam na partida. Com grande ajuda do dano massivo do atirador, o vice-campeão da LPL continuou a controlar a partida e conseguiu um Ace na última luta deixando a Nexus inimiga sem proteção. Assim, a RNG levou a segunda vaga para as quartas de final.

MVP: Jian “Uzi” Zi-Hao, Ezreal (10/2/8)

O famoso “cachorrinho” chinês mostrou sua habilidade como atirador. Considerado por muitos o melhor na sua função, o tamanho da vantagem que seu time abriu foi devido a sua excepcional performance no campeão. Compôs uma build de dano alto desprezando a utilidade normalmente trazida com os itens normalmente comprados por alguém jogando de Ezreal. Esse dano impossibilitou que a equipe da TSM sobrevivesse muito nas lutas.