Representatividade das Mãos na Arte

É lógico pensar no rosto como elemento mais expressivo da figura humana. Através das nossas feições faciais, nós temos a possibilidade de entender os sentimentos e as emoções do outro, uma capacidade empática que já vem como padrão de fábrica em nós, seres humanos.

São vários músculos responsáveis exclusivamente pelo controle das nossas expressões, em um arranjo intrincado que nos permite realizar pelo menos 21 tipos de expressões claramente diferentes.


Em um telegrama para o então presidente americano Harry Truman, em 1945, Churchill declarava:

“Uma cortina de ferro é colocada sobre o front deles [soviéticos]. Nós não sabemos o que se passa por trás”

E assim foi.

Essa “cortina de ferro” foi o carinhoso apelido da divisão que ocorreu na Europa após a Segunda Guerra Mundial. De um lado os EUA liderando a NATO e, do outro lado, os Russos à frente do Pacto de Varsóvia.


Caricatura de Jascha Heifetz por Al Hirschfeld

Por muito tempo, eu acreditei que a Linha era só um suporte. Ela estava ali para servir a outros propósitos que nunca a si mesma. Que a Linha seria um dos pilares para coisas muito mais grandiosas.

Técnicas e mais técnicas podem ser usadas para desenvolvermos trabalhos. Existem por aí fórmulas para simular cada pedacinho de uma pintura de forma realista, quase um cardápio que nos convida a montarmos nosso próprio frankenstein artístico: um tutorial de olho aqui, um de pele ali, referências à gosto.

Técnicas assim podem iludir os mais despercebidos, podendo dar um ar de profissionalismo ao trabalho…


A Arte não é algo que te dá respostas definitivas ou até mesmo lógicas sobre um assunto específico. Tão pouco a Arte é prática e objetiva na maioria das vezes, servindo a algum propósito bem claro.

Então ficam as perguntas: Por quê devemos estudar a Arte? Pra quê serve o estudo de artistas do passado que, aparentemente, não têm nada a ver com nossos dias atuais?

Será mesmo que a arte tem “data de validade” e, fora de seu contexto, perde o significado e sua força de expressão?

Primeiros trabalhos de Picasso, enquanto estudava entre Madrid e Barcelona

Guilherme Franco

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store