Segredos de um mentor .Como descobri meu dom. Dicas para pais separados.

No meu artigo de 5a. feira passada , dei algumas dicas para vida e trabalho usando minha experiência como MENTOR . Tive diversas respostas mas me chamou muita atenção a curiosidade das pessoas sobre a forma que descobri o meu próprio DOM .Muitas pessoas,amigos me perguntaram como foi a sacada de que ser bom pai levou-me a ser MENTOR.

Na verdade, a maioria que me escreveu se considera um bom pai e muitos me perguntaram o que significa ser um MENTOR .Ser um bom pai é realmente difícil . Ser um bom MENTOR,nem tanto.

Bem , começando pela definição ,um MENTOR é um consultor ( ou se preferirem um COACH ) que tem experiência e conexões capazes de orientar um executivo ou empreendedor numa tarefa de melhoria de performance ou de reversão de tendência ou mesmo de implementação de um novo produto ou serviço.

Na verdade, o conceito de MENTOR já está bem desenvolvido nas incubadoras e aceleradoras de startups . Em algumas empresas, vemos executivos mais experientes sendo mentores de executivos mais jovens,com potencial .

Dizem até que o magnífico Steve Jobs tinha o dono da Oracle como mentor.

Tive mentores maravilhosos . Ao passar da área de petróleo para a área de telefonia, tive um mentor que simplesmente me indicou para um cargo super desafiante numa startup que é uma referência no mercado brasileiro.

Ao quebrar a cara numa aventura numa outra startup de telefonia , tive um mentor que simplesmente me disse : “ Guilherme, volta ! Ainda não sei o que você vai fazer , mas vem !”.

Eu prefiro trabalhar com profissionais (e empresas ) de quem sou amigo. Às vezes, recuso trabalho por não me identificar com o profissional ou empresa que me procurou.

Vejam o trecho do artigo de 5a. passada que mais chamou atenção : “A confiança e a auto-estima são a base da tarefa de descobrir seu dom ,que,no final das das contas é o sentido da vida. O propósito da vida é oferecê-lo .Eu descobri que meu dom é ser MENTOR e EDUCADOR por ser um excelente pai,amigo e colega. Pense que você vai tomar um vôo do Rio para Porto Alegre e que você tem aquelas +/- 2 horas para ensinar a pessoa ao seu lado que te confidenciou que não sabe o que fazer ,ou seja você tem aquele tempo para mudar a vida daquela pessoa . Faça-a imaginar que ela ganhou um prêmio e que vai passar um ano num resort sem se preocupar com nada ,além de se aprofundar no assunto que ela mais gosta e não pode trocar no meio do caminho . Esse é o dom daquela pessoa !”.

Se eu tivesse que passar 1 ano inteirinho sem me preocupar com nada além de me aprofundar num único assunto eu escolheria COMO SER UM PAI MELHOR .

O MENTOR é tipo um pai de profissionais que não são seus filhos . Existe uma relação de amor ,de proteção, de educação e de convivência muito parecida com a relação entre pais e filhos .

Tenho 6 filhos com idades variando de 29 anos até 10 . Nenhum deles mora comigo e são frutos de dois casamentos que não existem mais . Tenho também que admitir que os divórcios foram difíceis tanto para os ex-cônjuges quanto para as crianças .

Os conflitos surgiram ,no meu caso, por questões financeiras e divisão de bens. Costumo dizer aos meus filhos que casamentos são ótimos mas divórcios são péssimos ,encorajando-os a terem relacionamentos e que as minhas experiências não necessariamente serão as deles . Nesse sentido, se eu pudesse dar conselhos para os casamentos e relacionamentos deles , recomendaria que não confundissem bens com amor .

Voltando aos filhos , minha mente consciente mandou que eu me dedicasse ainda mais a ser bom pai depois de cada divórcio . Decidi que meus filhos teriam muito mais a minha presença como pai separado do que como pai casado com as mães deles.

Meus filhos me reconhecem como educador e tento me portar cada vez mais como tal . Cada um dos meus filhos tem a minha atenção seja como educador, seja como orientador, seja como ombro amigo ou experiente conselheiro mais velho.

Não pensem que sou sempre amigo . Brigo , exijo e quando necessário,mando!

Ligo todos os dias , mais ou menos no mesmo horário para os mais novos para saber das novidades, dos amigos,da escola ,da saúde pois aprendi que esses são os maiores “problemas” de crianças na idade deles . Eles já atendem o telefone dizendo “oi,pai!” pois sabem que não falho . Mesmo que tenha uma reunião de trabalho importante,peço licença e tiro nem que sejam 5 minutos para conversar um pouco e desejar boa aula,bom dia , dizer que amo , que estou com saudades e que em X dias estaremos juntos novamente.

Nessas ligações ,eles me contam da escola, dos amigos e já avisam que no final de semana vão precisar estudar tal matéria pois tem prova .Claro que também avisam que tem festa na casa da amiga e que vou precisar buscar ou levar …

Quanto ao filho adolescente, pergunto de escola, de notas ,de amigos e de namoradas,ficantes etc . São assuntos muito importantes para eles . Além disso,discutimos um pouco de sexo, de prevenção ,de drogas ,de esportes e de cultura. Claro que temos conflitos mas conheço um pouco de cada assunto para discutir e abrir a resposta para eles mesmos responderem.

Faço questão que cada um dos 6 filhos tenham um espaço comigo , pelo menos 1 vez a cada duas semanas e que estejamos todos juntos com a mesma frequência para um bom papo acompanhado de uma boa refeição.

Com os mais velhos , mais ou menos adultos , com seus relacionamentos ou não, falamos de política, de economia, de cultura, de empreendedorismo, de dinheiro, de planos para o futuro , de música , de episódios das séries , dos conceitos antigos de direita e esquerda , de socialismo e capitalismo e adoramos falar de economia colaborativa, de como o mundo está mudando…

Entendi perfeitamente que o discurso depende do público,da audiência . Os valores , não . Ética,honestidade, hábitos e atitudes são conceitos que não mudam de acordo com quem te ouve .

Todos eles entendem que suas mães tem restrições quanto a mim ,mas isso é problema delas .Minha relação com eles é independente da opinião de qualquer pessoa . Devo admitir que tive muito pouca restrição de acesso aos meus filhos e tenho que dizer que se alguém tem esse tipo de restrição, coloque todos os seus esforços para removê-la . A relação com os filhos é simplesmente a coisa mais importante da vida de um pai e do seu filho . Não se esqueça disso : NADA é mais importante do que isso !

Quando notei que filhos são como empresários ou executivos em diferentes estágios , vi que meu DOM era ser MENTOR .

Posso estudar matemática ou português com um filho e conversar sobre o show da Ariana Grande quanto discutir a descriminalização da maconha com o outro e discutir o neo-liberalismo com um dos mais velhos .

Discuto com um empresário amigo a necessidade de controle de fluxo de caixa enquanto com outro, faço conexões com empresários para a implementação de um novo produto ou serviço, emprestando meu nome ,minha história e minha palavra àquele novo produto ou serviço.

Meus filhos são prioridade absoluta na minha vida . Filhos são prioridade absoluta na vida de qualquer pessoa . No caso de pais separados , mesmo que as mães sejam inimigas e que a justiça teoricamente as proteja , lute com todas as suas forças para ser PAI dos seus filhos . Não existe nada mais importante do que isso . Nem que você tenha que pedir esmola na rua .

Não aceite restrições para ver e estar com seus filhos . Brigue até conseguir .Seja um pai presente . Este é o melhor presente que você pode dar a você e aos seus filhos . Esqueça o modelo mais novo do gadget . Discuta conceitos, mostre seus valores . Isso fica para sempre .

Sente em volta de uma mesa e bata papo . Mesmo que a comida esteja fraca . Seu papo e seu exemplo são fortes . Isso vale mais do que qualquer coisa .

Revolte-se com a injustiça das mães, se houver . Brigue muito com a justiça se você se sente injustiçado com relação aos seus filhos . Tempo ! Não dinheiro !

Acesso é fundamental .

Meus mentorados são amigos que, como filhos, usam minha experiência e conexões para melhorar.

Sacou ?