O mundo girou num instante! De novo


Dezembro de 2014. Fazia um mês da grande conquista. Feita a mudança era a chance de aproveitar a comoção e relacionamento estreito para se fazer de coitadinho.

O tempo passa rápido. Três anos depois acontece igual. Com seis meses depois da grande conquista.

Não dá para fazer papel de coitado. Não da para por culpa no inimigo imaginário. Agora tá todo mundo no mesmo barco.

O papel de coitado e trocado pelo papel de trouxa. O choro agora se veste de silêncio, a armadura dos covardes agora tem outra cor!


As coisas do mundo
Vão se traduzindo
E o tempo é o vento
que vai conduzindo
E a gente navega
nos mares da vida
aprendendo a gente viver

L