O Sucesso do Letape Brasil mostra que é possível fazer esporte no país!


Esse período pós Copa e Olimpíada deu uma brochada geral no mercado de marketing esportivo no Brasil. Como se a esperada década de ouro do esporte tivesse passado sem deixar os filhos nesse porto.

Somos uma grande rede de lamentações e quase nenhuma solução ou caminho foi apresentado.

Reclama-se a tal monocultura esportiva do país do futebol que seca as fontes e possibilidades de outras modalidades. Ou chorasse que a ausência de um grande evento mata a possibilidade de receita.

Como nosso mercado publicitário não gigantesco, a grana destina ao esporte vai quase toda ao futebol.

Ou então espera que o governo crie sei lá o que de icentivo para o esporte não sei qual. (aqui faço a ressalva que quem espera ver um governo no Brasil <qualquer governo> resolver algo para o bem coletivo é um cara a ser estudado).

Tudo, na minha modesta opinião, conversa para boi dormir.

Já não bastassem as corridas de rua, aos montes e todo final de semana no país todo para negar a preguiçosa tese, vem o Letape Brasil e faz um prova absurda, com organização muito à frente do visto por aqui e coloca mais de 2,5 mil ciclistas para subir as montanhas de Cunha. Evento completo, 360, que dá norte que há muito a ser feito pelo esporte no Brasil. Basta parar de chorar e ter competência para realizar!

Sim. Iniciativa privada, sem ligação com Federação ou qualquer uma dessas organizações que há décadas exploram o esporte como se fosse Pau Brasil.

Assume o risco e a responsabilidade de dar errado sem o paternalismo de ter grana estatal. Monta todos os detalhes, em um esporte de nicho e leva 2.5 pessoas para a divisa menos famosa de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ainda há muito para ser feito. Mas enquanto se deitar no berço expendido do esquema clube, federação e governo, quase nada vai evoluir.

https://www.facebook.com/letapebrasil/videos/689866924499767/

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.