A dura realidade sobre cursos superiores

Se você não tem bons contatos ou condições para estudar em uma faculdade de renome, não adianta ficar perdendo tempo fazendo algum curso superior que não seja medicina. A probabilidade de encerrar a graduação com seu diploma na gaveta, R$48,000,00 em dividas, ou em um escritório sendo mandando por um chefe “bafo de café” ganhando menos de R$ 3,000,00 por mês é altíssima (eu diria que 90% dos recém formados que conheci nos últimos 5 anos estão vivendo nessas condições.)

Se você quiser tem uma renda melhor e uma vida mais digna em alguma outra carreira, terá que empreender; mas isso não significa que sua vida será mais fácil. Empreendedores no Brasil são vistos como inimigos (valeu esquerda), além de sofrerem com taxas, tributos, encargos e todo tipo de burocracia possível.

Aprenda com os erros dos outros ao invés de quebrar a cara. Comece a trabalhar mais cedo, junte uma grana, tente abrir uma “biboca” ou procure cursos técnicos ou especializações (área de TI e alimentação são boas escolhas). Se tiver um pouco mais de estrutura familiar e condições financeiras, tente ir embora do Brasil.

Achar que vai se dar bem no Brasil em pleno 2016 apenas por possuir um diploma é no mínimo ilusório.