Horário de trabalho

Outro final de semana está acabando. Hoje é dia de dormir mais cedo para acordar cedo e ir ao trabalho.

Eu imagino que nada consegue incomodar mais a vida de um trabalhador assalariado do que o horário de trabalho. Horários comerciais que todos nós precisamos suportar conseguem simplesmente destruir a sua vida social e educacional.

Eu particularmente gosto muito de ler sobre finanças, assistir documentários sobre variados temas, acompanhar as notícias e escrever, mas não consigo realizar essas atividades da maneira que gostaria. Não tenho muito tempo. Depois das 17:00, a atenção cai, pois já estou trabalhando desde cedo. Gasto 7 horas na frente de um computador sobre pressões e metas, aguentando colegas e chefes. Na hora de retornar para casa, nada de descanso. Ônibus e metros lotados até conseguir chegar em casa.

Embora eu ache que minha rotina seja difícil, eu percebo que eu não sou o único a passar por isso. Para aqueles que residem em grandes metrópoles como São Paulo, a situação é muito complicada. Quem mora aqui gasta entre 1:30 ou 2 horas para ir e retornar do trabalho todos os dias em transportes públicos horríveis. A pessoa chega em casa “destruído”. Não sobra vigor e concentração para realizar alguma atividade física, ler um livro ou assistir um bom documentário. Não sobra tempo para nada. Não sobra forças para desenvolvimento pessoal.

Devido ao meus horários de trabalho, eu estou deixando de lado meus hobbies. A vida praticamente se voltou apenas em função do trabalho. Dormir e descansar também é difícil.

Outro final de semana se foi. Outro irá começar. 12 horas de trabalho e transporte até a próxima sexta. Não é possível conciliar trabalho, descanso e lazer…