5 DICAS PARA MONTAR UM CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DE PROJETO

Montar um cronograma de atividades referente a um projeto não é tarefa fácil e merece uma atenção especial. A sua importância está no fato de que somente com o cronograma montado será possível visualizar as suas entregas, dando margem para otimizá-las a fim de que o projeto seja entregue da melhor maneira possível.

A influência do cronograma é tão grande na entrega final do projeto que somente com ele será possível estimar o tempo de cada atividade, alocar melhor os recursos e acompanhar o desempenho do time em sua execução.

Esse conjunto de benefícios proporcionará a execução eficiente do projeto, sendo determinante para que seu prazo e orçamento sejam cumpridos e a sua entrega seja feita com qualidade.

Diante dessa importância, forneceremos aqui 5 dicas para montar um cronograma de atividades de um projeto de forma completa. Acompanhe!

1. Verifique o escopo do projeto

Antes mesmo de montar um cronograma, verifique se o seu escopo está completo, ou seja, se tudo que deve ser feito está determinado de forma clara, além de quais serão os recursos necessários, a estimativa de tempo para que seja concluído e o orçamento alocado para ele.

Com o escopo bem definido é possível identificar as suas entregas e organizá-las da melhor maneira possível.

2. Construa a EAP

A EAP é a Estrutura Analítica do Projeto. Ela nada mais é do que a divisão do escopo em atividades que formam a entrega do projeto.

A ordem da sua confecção consiste em definir primeiramente as atividades macro para depois definir as micro, junto a isso é feita uma lista com todas as entregas a serem feitas.

3. Liste as atividades

Após confeccionar a EAP, é preciso listar as atividades que foram definidas, ordenando-as por importância. Feito isso, identifique se alguma delas depende da finalização de outra atividade, assim, você terá uma noção maior de quais atividades devem ser executadas primeiro ao montar o cronograma.

A importância dessa etapa é crucial para que o projeto não fracasse, pois evitará qualquer tipo de desorganização futura.

4. Faça uma estimativa da duração das atividades

A partir do momento em que as atividades já estão listadas e organizadas por importância, é o momento de estimar a duração de todas elas.

Essa estimativa de tempo pode ser feita baseada em atividades semelhantes que foram realizadas em projetos anteriores ou na experiência da equipe que vai realizar o projeto. Não se esqueça de que imprevistos podem ocorrer, então é bom calcular um prazo maior para evitar qualquer atraso no projeto.

5. Construa o cronograma

Agora chegou a hora de construir o cronograma baseado em todo esse trabalho que foi realizado nas dicas anteriores. Então, ordene todas as informações para gerar o Gráfico de Gantt. Isso poderá ser feito com um software de gerenciamento de projetos ou utilizando planilhas e aplicativos. Utilize o gráfico de Gantt para acompanhar a evolução do projeto.

Além de montar o cronograma, acompanhe e documente

Como dica extra, vamos passar duas recomendações para a execução do projeto. Uma delas é acompanhar o cronograma de início ao fim, afinal, é muito comum que equipes deixem de usá-lo no meio do caminho. Isso é muito perigoso, pois elas acabam deixando de acompanhar sua própria performance, o que pode gerar atrasos na entrega do projeto.

A outra recomendação é dar uma atenção especial para a documentação, pois é ela que vai garantir o monitoramento da sua execução, verificando se as coisas estão saindo conforme foi planejado no cronograma ou não, cabendo ações corretivas.

A documentação também mostrará a execução do projeto de forma transparente para o cliente, além de auxiliar em projetos futuros com seus aprendizados.

Gostou das nossas dicas para montar um cronograma de atividades de um projeto? Então compartilhe este post em suas redes sociais!