Recomendações da semana — 28/11/2015

Sim, vai ter textão. E se reclamar, vai ter três!

Tenho observado nos últimos meses um boom na quantidade de newsletters e curadorias dedicadas ao chamado ‘long-text’: ensaios e análises sobre política, economia, cultura, literatura, cotidiano. Se há quem diga que o jornalismo está morrendo, iniciativas brotam de todas as partes com escrita de qualidade e discussões incríveis sobre o que acontece ao nosso lado — ou do outro lado do mundo. Em resultado disso, decidi separar um pouquinho do meu tempo pra fazer a minha própria curadoria: três textos, em português ou em inglês, que eu tenha lido na última semana, sobre temas relevantes e instigantes. Vem comigo!

Risca Faca — Um trenzinho de doido

Na estreia do Risca Faca, novo site do grupo F451 (que já é conhecido por gerir o Gizmodo Brasil e o esportivo Trivela), os repórteres Felipe Maia e Felipe Larozza mergulharam no mundo colorido, barulhento e fascinante dos trenzinhos infantis de Ribeirão Preto. Se as danças frenéticas com personagens infantis bizarramente fantasiados ficaram famosas na Internet nos últimos anos, essa é uma tradição que data de no mínimo trinta anos. E é sobre as pessoas por trás dos trenzinhos de que se trata essa história, cheia de sonhos e paixão. Vale a pena a leitura, acompanhada de um belo registro fotográfico.

The Atlantic — What ISIS Really Wants

A matéria foi publicada em março deste ano, mas é mais atual do que nunca. É com certeza uma peça definitiva pra compreender o que é o Estado Islâmico e porque atua da forma como age. É esclarecedor em apontar as bases históricas que levaram ao ressurgimento do califado e como se trata sim de um grupo de cunho religioso — apesar de defender o extermínio daqueles que teoricamente deveriam ser seus irmãos. Aborda como o ISIS atua no Ocidente para recrutar novos soldados, e explica seu objetivo final: atuar como os cavaleiros do apocalipse para cumprir profecias do Corão. Leitura essencial para desmistificar o grande vilão da sociedade ocidental.

Rolling Stone — Adele: Inside Her Private Life and Triumphant Return

A entrevista de Brian Hiatt com Adele foi provavelmente a mais instigante que li esse ano sobre qualquer figura do ramo musical. A maior vendedora de discos dos tempos modernos se revela alguém segura, ciente do que representa, mas sem tirar os pés do chão. Adele fala de maturidade, relacionamentos, maternidade, e exala um carisma que poucas vezes vemos de maneira tão sincera em alguém do showbiz. Impossível terminar de ler sem criar uma empatia enorme por ela.

Se curtir alguma das indicações, não esqueça de recomendar o texto (clica no , vai!). É uma forma de levar esse conteúdo para mais pessoas, e um incentivo para continuar. Semana que vem tem mais!