Branding

Ao trabalhar em alguma grande empresa, independentemente da área, você já deve ter ouvido a expressão inglesa branding, que em português significa gestão de marcas. Esse termo significa, em uma definição mais ampla, o conjunto de práticas e estratégias utilizadas, verbais ou visuais, para identificar e diferenciar um produtor econômico, no caso, a empresa.

Por essa razão, investir na construção de uma identidade de marca e trabalhar para que esta conquiste o cliente e fidelize-o é fundamental. Todas as grandes marcas possuem slogans e/ou logos que praticamente as materializam, como a Coca-Cola e a Nike. Hoje, falaremos de como realizar um branding completo.

Importância do branding

Por que o branding é tão importante? Bom, as respostas são muitas. Dentre elas, merece destaque o fato da gestão de marcas ser essencial na construção de um diálogo impelido em transformar o indivíduo comum em um potencial lead, que por fim gerará um negócio.

Além de auxiliar no posicionamento da sua marca com o seu público, a gestão de marcas tem papel importante em definir qual é o segmento de mercado e a posição na qual a marca está inserida. Tem noção do próprio tamanho da empresa e dos limites desta é uma informação extremamente prestativa.

Resumindo: o seu sucesso depende de como a sua empresa lida com os acontecimentos rotineiros, sejam eles ordinários ou extraordinários.

Como extrair o máximo do branding

Não há como negar: o mercado hoje é grandemente competitivo. Serviços e produtos de qualidade não são mais a principal receita para atingir o sucesso, já que existe uma gama imensa de concorrentes.

O branding entra justamente aí: ele te ajuda a se diferenciar das outras empresas do ramo de alguma forma. Aqui vão alguns passos de como fazer uma boa gestão de marcas:

  • Tenha certeza de que será possível cumprir com tudo aquilo que foi ofertado e atribuído ao seu serviço. Seja sua empresa um lava jato ou uma agência de consultoria, se você estabeleceu que a demanda seria cumprida em determinado tempo, siga à risca o que foi prometido.
  • Crie um slogan e uma logo. Um bom slogan é capaz de prender a atenção das pessoas e atiçar nelas curiosidade quanto às demandas que você possui e em qual ramo de mercado você está. Com o slogan, você se faz ouvido.
  • Crie também uma logo. A logo é a representação física do que significar a sua empresa. Pense: quantas logos famosas você conhece e que só de apenas vê-las, você as associa com a empresas? Com uma logo, você se faz visto.
  • Observe os produtos, o ambiente, a comunicação e o comportamento do público. Essa é uma das primeiras diretrizes do branding: associar elementos de um só contexto com o intuito de extrair dele informações úteis e relevantes sobre o mercado, os concorrentes e principalmente os potenciais clientes.
  • Construa sua marca por inteiro. Logo e slogan são fatores fundamentais para o seu estabelecimento como personagem econômico do mercado, mas não bastam. Sua marca deve possuir uma filosofia de trabalho que deve ser seguida fielmente. Defina parâmetros, métodos e estratégias e as aplica cautelosamente.

Como foi possível observar, o branding por si só já tange várias áreas de muita importância quando o assunto é a produtividade e sensibilidade da empresa em relação ao contexto mercadológico e social.

Não perca tempo: crie o ímpeto e procure reunir informações que contribuam com o seu entendimento como empresário e, principalmente empresa.