13 razões
Elsa von Villon
51

Gostei bastante do texto, assim como gostei bastante da série. Como dito, pude me relacionar muito bem com muitos casos. Eu, graças a boas coisas que a vida pode proporcionar, não sofri bullying, e se sofri foram tão poucas às vezes que mal pude me lembrar, o diferente do contrário. Não durante o ensino médio, mas sim no fundamental fui um cara muito escroto, tirava sarro de todo mundo por ser do grupo dos “descolados”, engraçado o bastante para que dois ou três anos depois eu fosse excluído do grupo e acabasse me tornando o melhor amigo de um cara que eu adorava dar uma zuada.

Acho que o mundo gira e a vida sempre cobra, de um jeito ou de outro, e achei muito boa a premissa de uma série que nos mostra isso de uma forma sutil, mas agressiva. De fato, precisávamos (nós, a famosa “geração do mimimi”) de algo que nos mostrasse as consequências de atos, que antes eram menores pela falta de tecnologia ou até mesmo pela opressão nas pessoas inferiorizadas, que hoje são muito mais avassaladores.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gui Turazza’s story.