Quem é Guilherme Rocha?

Foto de um dia feliz viajando por perto de Detroit, Michigan — USA

Guilherme é um jovem recém formado em Engenharia de Produção que gosta de ver filmes de ficção científica, jogar jogos online de computador com seus amigos e assistir animes japoneses (desenhos animados).

Ainda estou me ajustando à vida de um jovem adulto, posso dizer que estou começando a entender minha nova realidade, em um mundo cheio de possibilidades e responsabilidades. Dessa forma, estou aqui me aplicando à essa oportunidade de Trainee da J&J.

Orgulhos e aprendizados:

Da minha história de vida tenho muitos momentos de orgulho, posso dizer que sou uma pessoa bastante dedicada e que tenho muitas experiências engrandecedoras, levando-se em conta o pouco tempo que tenho no nosso planeta Terra. Um dos meus maiores orgulhos é ter aprendido Inglês por conta própria, nunca tive oportunidade de estudar a língua inglesa em escolas particulares, conquistei o idioma por meio dos meus hobbies, como filmes e jogos.

Por meio da conquista da língua inglesa eu pude ir muito bem em um teste de proficiência conhecido por TOEFL, e por meio dessa cascata de eventos eu conquistei uma vaga para estudar nos EUA por 01 ano com tudo pago, algo totalmente fora da minha realidade econômica. Essa conquista me inseriu em um novo mundo, pude ter contato com pessoas de todos os cantos do mundo, me virar sozinho em um outro país, eu, genuinamente, cresci como pessoa. Toda essa experiência me ensinou como o mundo é vasto e cheio de pessoas com uma tremenda diversidade cultural, isso me mostrou a importância de tentar entender o ponto de vista dos outros, com isso acabei por desenvolver uma característica de empatia, e aprendi que é sempre importante se colocar no lugar dos outros. Se tem algo que eu faria diferente se pudesse reviver meu tempo nos EUA? Sim, eu teria tentado conhecer mais pessoas do que conheci, para tentar absorver mais cultura e experiência de vida!

Mudança que me transformou:

Após o meu retorno ao Brasil, em 2015, estava me acostumando com a antiga rotina da antiga faculdade e a vida na casa dos meus pais, porém algo muito ruim aconteceu: meu pai perdeu o seu emprego, e com isso se foi a única fonte de renda da casa. Minha família nunca foi rica, mas nunca passamos por grandes dificuldades. Essa experiência, quase 3 anos de desemprego do meu pai, mudou nossa família por completo. Certamente, nós passamos a dar muito mais valor ao trabalho e a tudo que conquistamos. Geralmente vemos pessoas passando por dificuldades sentimos simpatia por elas, mas acaba aí, eu não sabia o que era a incerteza do dia de amanhã. Com pressão de bancos e contas para pagar, eu fui atrás de empregos para ajudar a situação da minha casa. Em momentos como esse podemos sentir o nosso crescimento pessoal na pele. É muito difícil ver seus pais sem dinheiro para pagar as contas.

Para piorar tudo, em meio ao desemprego, houve um enorme vendaval que destruiu boa parte de nossa casa no ano de 2016, e muito dinheiro das economias teve de ser usado para reconstruir as estruturas da casa, mas até hoje faltam partes da reforma para se concluir. Enfim, toda essa história me marca muito, e também me motiva para conseguir um bom emprego, para que eu possa melhorar a situação da minha família. Eu tiro muito da minha motivação disso, pois meus pais trabalharam muito para me dar educação, e agora chegou minha hora de trabalhar para ajudar.

Como você é reconhecido pelos seus colegas, amigos e familiares?

Sem dúvida, sou considerado a pessoa que agrega o grupo. Sempre sou reconhecido por juntar as pessoas e mediar conflitos. Dentro de casa e fora de casa sempre estou envolvido em alguma situação de tomada de decisão, seja para uma atividade de lazer, uma atividade acadêmica ou uma atividade de trabalho. Costumam me dizer que sou uma pessoa que gosta de estar perto de pessoas!

Quais são os seus principais interesses, assuntos que você “perde” seu tempo pesquisando ou conhecendo?

Em relação a assuntos que eu “gasto” tempo pesquisando, além dos que foram mencionados no início do texto, gosto muito de estudar a história dos países, recentemente eu li os livros de Caio Prado Jr. sobre a economia do Brasil. Além disso, também gosto de estudar idiomas, atualmente estou aprendendo Francês, e tenho ambição de aprender Japonês e Chinês.

Por que Trainee J&J? O que você busca em uma carreira?

A oportunidade de ser Trainee da J&J me chamou atenção muito pela parte da responsabilidade, o que é, sem dúvida, parte do sucesso da empresa, jamais seria possível ter contato com um bilhão de pessoas se não houver uma gestão com responsabilidade com as pessoas. E como eu tenho uma forte ligação com pessoas, eu gostaria de trabalhar em uma organização que tem um pilar forte ancorado no princípio da responsabilidade.

Junto a isso, ainda há meu lado “nerd”, que gosta de inovação tecnológica, que gosta de entender como as coisas funcionam, por isso eu cursei Engenharia de Produção. E acredito que o programa de Trainee da J&J possa me inserir nessas experiências de forma satisfatória para que eu possa desenvolver uma carreira na qual eu adquira bastante conhecimento.

Como você gostaria de ser lembrado depois que não estiver mais aqui? Qual o seu propósito de vida?

Por fim, eu gostaria de ser lembrado como uma pessoa que ajudava, uma pessoa que se colocava à disposição dos outros, uma pessoa que facilitava a vida dos outros. Sou muito movido pelo fato de ajudar, de poder facilitar a vida das pessoas, é algo que, realmente, me motiva a ser melhor. Um propósito da minha vida seria participar em algum projeto que pudesse tocar a vida de muitas pessoas, de uma forma positiva, para que haja menos dificuldade no dia a dia dos outros. Isso seria muito gratificante para minha vida!