TINDER

A transformação nos relacionamentos interpessoais

Em 2012, um grupo de amigos norte-americanos, liderados por Justin Mateen, criou um aplicativo que mudou a forma das pessoas em se relacionar. Desde a busca por um relacionamento casual, a procura de uma companhia para um passeio, para fazer negócios, até o encontro de seu grande amor.

Segundo seu cofundador, o principal objetivo do Tinder é conectar pessoas para qualquer fim, seja amizade, namoro, negócios ou qualquer outra atividade, diferenciando o aplicativo de outros como o Facebook por exemplo, que poderiam ajudar a cultivar um relacionamento já existente. O Tinder baseia-se na localização geográfica e nos interesses em comum dos usuários, usando como base o seu perfil no Facebook para conectar pessoas.

O aplicativo ganhou atualizações neste ano. Agora o usuário pode vincular sua conta do Instagram ao Tinder, mostrando as suas últimas 34 fotos, além disso, agora possui o botão Super Like, que avisa a pessoa que você a curtiu. O app está disponível tanto na iTunes, para o sistema operacional IOS, como na Play Store para o sistema Android.


A TRANSFORMAÇÃO NOS RELACIONAMENTOS

Miguel & Sandra, Espanha.

Diante da era tecnológica em que vivemos, as formas de criar novos laços consequentemente passam pela internet e pelas redes sociais. O Tinder foi criado para resolver um problema que as pessoas têm em relação à descoberta de outras pessoas. Muitas não conseguem ver quando a outra esta efetivamente interessada nela e assim o aplicativo ajuda, de maneira rápida e prática nesse problema.

Além disso, o Tinder auxilia na quebra de outra barreira que impede as pessoas de tomar uma iniciativa pessoalmente que é: o que dizer, como se apresentar e como ser espontâneo.

O Aplicativo vem modificando o modo das pessoas iniciarem um relacionamento, elas se sentem mais seguras em marcar encontros com pessoas que já mostraram certo interesse por elas. Assim, é uma forma eficiente de se relacionar mais livremente com sua sexualidade e usar a tecnologia para se expressar e conhecer gente nova independente da sua preferência sexual.

Há quem diga que com o uso do Tinder estamos perdendo a capacidade de interação, avaliação e ficando cada vez mais dependentes dos aparelhos eletrônicos.
Apesar disso, o Tinder vem formando diversos casais que se conheceram através do aplicativo, mesmo com o pouco crédito e até o preconceito que os relacionamentos que começam no virtual costumam sofrer.

UNIDOS PELO TINDER!

Fonte: (Arquivo Pessoal — Luana Jahnke)

Além de apenas diversão como muitos falam, o Tinder vem criando relacionamentos e unindo casais por meio de seus inúmeros “matches”.

Um belo exemplo é o do casal de pelotenses Luana Jahnke e Rodrigo Zanotta, que por meio da combinação no aplicativo, foram se conhecendo e descobrindo em seu par um sentimento maior do que uma simples atração. Hoje namoram a mais de um ano, moram juntos e já pensam em casamento.

Uma curiosidade que envolve o casal é o símbolo do Tinder, tatuado este ano pelos dois no pulso.

Uma maneira que, segundo eles, eterniza e representa duas fases em suas vidas, a antes do Tinder e a depois do Tinder, — ressaltando a importância do aplicativo para a vida deles, apesar de muitos acharem que são loucos, o casal reconhece que não se arrepende e jamais se arrependerão da tatuagem, é uma marca registrada para o restante da vida.
Fonte: (Arquivo Pessoal — Luana Jahnke)

Em participação à nossa equipe , o casal respondeu sobre algumas questões que envolvem sua trajetória de vida e claro, a relação com o aplicativo Tinder. Confira a história:

Relacionamentos como da Luana e do Rodrigo ainda são raros entre os usuários do Tinder, mas essa é uma prova de como a digitalização vem evoluindo e contribuindo significativamente nessa era moderna de amar e ser amado.


TINDER: CRESCIMENTO E POPULARIDADE

Ao acabar com a rejeição na internet, permitir que só duas pessoas realmente interessadas uma na outra possam conversar, e eliminar o preenchimento de longos formulários, o Tinder se alastrou pelos smartphones do mundo.

Segundo a companhia, o aplicativo tem 100 milhões de usuários no mundo todo. Os cinco países com maior número de usuários no Tinder são Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Canadá e Austrália. O terceiro colocado, Brasil, com cerca de 10 milhões de pessoas que utilizam.

De acordo com a Comscore, empresa americana de análise da internet, 2,7 milhões de celulares no mundo possuem o aplicativo instalado. Esse número cresce diariamente. No Brasil, por exemplo, a base de usuários aumenta de 5% a 10% por dia no país. O tempo de uso também surpreende. Em média, os usuários brasileiros fazem login 11 vezes, totalizando 7 minutos de navegação por dia.

Nossa equipe procurou descobrir, através de uma pesquisa realizada no Rio Grande do Sul, para que finalidade as pessoas buscam os serviços do Tinder.
A maioria dos 95 entrevistados que baixaram o aplicativo procuraram o serviço apenas para se divertir. Somente 25% dos usuários estão na rede tentando a sorte no amor. O dado que mais chamou a atenção é quanto ao gênero predominante: 53,2% são mulheres.

Confira os resultados da pesquisa na integra nos gráficos abaixo:

A pesquisa continua rodando na web, portanto, pedimos a sua participação para continuarmos nosso trabalho sobre o uso do aplicativo Tinder. Clique aqui e interaja conosco. A equipe de Jornalismo Digital da Unisinos agradece.


Equipe de Produção: Arthur Krug, Caroline Tentardini, Diego Rosa, Gustavo Bauer e Ivan Júnior.