Desejo que em 2016:

- Tenhamos mais senso de responsabilidade e menos vitimismo.

- Façamos mais e critiquemos menos.

- Que adotemos cada vez mais os hábitos de pensar, refletir e ponderar.

- Tenhamos tolerância e respeito com aqueles que pensam diferente da gente. E que, eventualmente, saibamos aprender com essas ideias diferentes, mesmo que seja para reforçar ainda mais nossas convicções.

- Que adotemos o princípio libertário da não agressão. Mais que saibamos nos proteger sempre que formos agredidos.

- Que sejamos muito menos politicamente corretos, mais espontâneos, mais verdadeiros e mais sinceros.

- Que consigamos cumprir aquilo que prometemos, principalmente o prometido a nós mesmos.

- Que sejamos lúcidos perante à realidade e que tenhamos força para enfrentar as dificuldades.

- Que reconheçamos nossos erros com altivez e sejamos corajosos o suficiente para fazer diferente da próxima vez. Isso significa humildade.

- Que saibamos, de uma vez por todas, não cair em tentação das promessas mágicas e messiânicas dos políticos e líderes diversos.

- Que estejamos sempre ali do lado, como uma rocha, dando segurança e conforto àqueles que amamos.

- Que sejamos mais transparentes, que falemos o que pensamos e, principalmente, que sejamos mais honestos e menos hipócritas.

- Que tenhamos visão, resiliência e persistência para realizar aquilo que desejamos. Sonhar é só uma parte do caminho.

- Que possamos encontrar mais aqueles que gostamos. E que arranjemos tempo para abraçar mais os amigos.

- Que sejamos verdadeiramente livres, nos preparando, lutando e nos esforçando para conquistar essa liberdade por nós mesmos.

- E, por fim, que sejamos protagonistas das mudanças que queremos, ao invés de meros coadjuvantes que só reclamam e se eximem das próprias responsabilidades.

Desejo tudo isso de coração para cada um de nós. E conseguindo isso, por consequências lógica e natural, teremos companheiros melhores, filhos melhores, amigos melhores, uma sociedade melhor e, inevitavelmente, um país melhor.

Um 2016 realista, desafiador, corajoso e muito frutífero para todos nós!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gustavo Ramos’s story.